Cadre, startup do mercado imobiliário, recebe aporte de US$ 250 milhões da Goldman Sachs

Avatar

Por Isabella Câmara

5 de fevereiro de 2018 às 16:27 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Cadre, uma plataforma online que ajuda investidores credenciados a apostarem em negócio imobiliários de uma maneira muito mais transparente, recebeu um grande voto de confiança da Goldman Sachs. De acordo com o CEO, Ryan Williams, os clientes de riqueza privada da Goldman estão alocando US$ 250 milhões na plataforma. O dinheiro, segundo a empresa, será canalizado diretamente para um portfólio de participações imobiliárias montado pela Cadre.

A ação não é uma surpresa, considerando a estreita relação entre a Cadre e a Goldman: Ryan Williams, da Cadre, passou alguns anos no banco logo depois de se graduar em Harvard. Além disso, o banco Goldman também participou da rodada de série C, liderada por Andreessen Horowitz, que arrecadou US$ 65 milhões.

Segundo o The Real Deal, a Cadre está criando uma plataforma online onde investidores podem negociar suas participações de propriedade com outros membros da Cadre – ou seja, uma espécie de mercado imobiliário privado. Porém, para construir um mercado fluido, a Cadre precisava ter acesso a grandes propriedades e a um fundo de investidores muito maior do que tinha até agora. Com a parceria, a empresa parece ter ambos.

ebook construtech

Baixe nosso eBook gratuito Construtech: conheça as inovações mais promissoras em construção e imobiliário

Nele você aprenderá mais sobre:

  • As tecnologias e o setor de construção

  • Como as principais áreas poderão mudar

  • Startups e iniciativas promissoras

 

De acordo com Ryan Williams, o objetivo da empresa a longo prazo é tornar o mercado disponível para um grupo mais amplo de investidores. Embora hoje a Cadre trabalhe apenas com investidores credenciados e exija um investimento mínimo de US$ 100 mil, o CEO afirma que o foco da empresa é “estabelecer a marca de equidade, credibilidade e confiança” e, a após comprovar o modelo, expandir o negócio.

Até agora, a Cadre já arrecadou mais de US$ 130 milhões de investidores, incluindo o bilionário Peter Thiel, Jim Breyer da Breyer Capital, a Ford Foundation, os parceiros do General Catalyst a Khosla Ventures e a Thrive Capital.

Mas a empresa não está sozinha buscando criar um mercado imobiliário de crowdfunding. Entre os seus concorrentes está o Fundrise, que já arrecadou US$ 55 milhões de investidores, e a Realty Mogul, que já levantou US$ 46,6 milhões.

(Via TechCrunch)