BlackBerry Priv: o que estão dizendo do 1º smartphone Android da empresa

O smartphone possui sistema operacional Android 5.0 e conta com o tradicional teclado QWERTY da fabricante

Avatar

Por Júlia Miozzo

6 de novembro de 2015 às 18:19 - Atualizado há 4 anos

SÃO PAULO – Nesta semana, a BlacBerry lançou o seu primeiro smartphone com sistema operacional Android, o BlackBerry Priv. O celular é um pouco diferente do que a empresa já lançou até hoje, e conta tanto com o teclado QWERTY já padrão da empresa quanto com o touchscreen.

As opiniões sobre o lançamento, entretanto, estão divididas: alguns websites, como o The Next Web, afirmam que é o melhor dispositivo com Android do mercado, enquanto outros, como o Engadget, criticam a falta de atualização para a mais nova versão do Android, o 6.0 Marshmallow – embora a empresa tenha dito que pretende atualizar o sistema operacional em breve.

“Não, não é perfeito, e se você quer funções completamente novas ele não é para você. Isso não quer dizer que ele é chato, mas sim eficiente. É para pessoas que querem fazer as coisas. Para executivos de negócios ocupados que correm entre reuniões”, escreveu o analista Ben Woods, do The Next Web.

Joanna Stern, do The Wall Street Journal, disse em artigo que o celular é o primeiro BlackBerry em anos que ela recomenda e teria. Ela elogiou o teclado físico, comentando que inclusive passou a digitar mais rápido depois de usá-lo. Como outros analistas, ela critica a “falta de segurança” e privacidade do celular, aspecto tão importante para outras fabricantes, como a Apple. “Essa é uma das muitas razões pelas quais o Priv não vai colocar a BlackBerry no topo novamente. Ainda assim, é um celular muito bom para quem quer um teclado e uma experiência mais segura com o Android”, escreveu.

Outro problema mencionado por todos os portais é o preço: nos Estados Unidos, ele está disponível por US$ 700, um preço relativamente alto para um smartphone – o iPhone 6S de 64 GB, por exemplo, sai por US$ 749. Para usuários que sentem a falta do teclado físico, entretanto, o smartphone parece ser uma boa pedida. A BlackBerry disse em comunicado que não pretende lançar o smartphone no Brasil.