As 3 sensações que se tem ao andar no carro autônomo do Google

Encarregada pelos negócios do departamento de automação do Google, Jennifer Haroon fala dos feedbacks mais frequentes de seus carros autônomos

Avatar

Por Lucas Bicudo

14 de março de 2016 às 17:35 - Atualizado há 4 anos

Existem três reações bastante comuns entre as pessoas que se aventurarem em carros autônomos, segundo Jennifer Haroon, linha de frente de negócios do departamento de automação do Google, mostra o site Business Insider.

A princípio, dá para saber quem já passou por uma experiência de embarcar em um carro autônomo e quem não – isso por alguns comentários que foram diagnosticados como os mais frequentes em feedbacks da tecnologia.

A princípio, as pessoas comentam o quão chato e monótono é estar em um carro livre da necessidade de conduzi-lo.

Em segundo, ficam surpresos com a visão que o veículo tem – o carro autônomo do Google possui um campo de visão de 360º, com sensores que são capazes de enxergar uma distância de até dois campos futebol.

E por fim, todos que experimentam começam a confiar na tecnologia, uma vez que entram simplesmente em contato e conseguem testemunhar sua capacidade de funcionamento.