Após criar app de compartilhamento, Facebook testa vídeos no lugar da foto perfil

Dinamização da rede social ou novas formas de invadir a privacidade do usuário?

Avatar

Por Paula Zogbi

5 de outubro de 2015 às 11:16 - Atualizado há 4 anos

SÃO PAULO – Para desespero de quem já se sente exposto demais às redes sociais e para a alegria de quem adora compartilhar detalhes da rotina com os amigos, o Facebook está aos poucos encontrando novas maneiras de saber tudo o que acontece na vida de seus usuários.

Lançado no dia 25, o aplicativo Moments – para iOS e Android – sincroniza a rede de Zuckerberg diretamente com as fotos tiradas no seu celular. Assim que você fotografa alguém, o app faz o reconhecimento facial de acordo com o sistema de “tags”, e já sugere que você divida as imagens com os amigos que são marcados. Ele agrupa as imagens por data e local em que foram feitas, então o usuário pode facilmente compartilhar os registros de uma data importante automaticamente com todos os amigos que estavam presentes na ocasião.

Assim que instalado, o aplicativo já começa a agir. No mesmo dia em que baixei o Moments no meu Android, ele mandou notificações para as 3 fotos que tirei em que apareciam rostos de outras pessoas. Fiz o teste e o reconhecimento facial funciona muito bem: além da ferramenta marcar com precisão amigos que já haviam aparecido na minha página em outras ocasiões, as fotos que tirei de mim mesma (isso, selfies) não receberam a sugestão de “dividir o momento”. Em resumo: nada de perder horas criando álbuns privados só para que todos vejam as fotos da festa (que ficaram ótimas).

Para os mais preocupados com privacidade, pode não ser uma boa ideia, afinal, usar esse aplicativo é permitir que o Facebook tenha acesso a absolutamente tudo o que acontece com a sua câmera do celular ou tablet.

Outra atualização que está por vir e que, segundo o Facebook servirá para cada um “mostrar uma parte de si mesmo que não podia antes” é a ferramenta Profile Videos.

Com testes já iniciados no Reino Unido, agora os usuários da maior rede social do mundo poderão trocar a foto de perfil por gifs – ou vídeos de até sete segundos em repetição infinita – que ficam maiores e centralizados na página. Desse jeito:

Segundo o blog do Facebook, “as fotos de perfil não são retratos estáticos. Elas representam o que está acontecendo agora na sua vida e o que importa para você, e queremos dar às pessoas as ferramentas para se expressarem melhor nesse sentido”. A ideia é transformar as imagens em algo temporário e mais dinâmico.

Essa novidade vem junto com a possibilidade de customizar a disposição com que as informações do seu perfil aparecem no topo da página e mudanças no design da versão móvel. Ah, qualquer semelhança com o Snapchat pode não ser mera coincidência.