Apple registra patente para impedir iPhone de aquecer demais (e destruir bateria)

Da Redação

Por Da Redação

14 de outubro de 2015 às 13:56 - Atualizado há 5 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

SÃO PAULO – Dizem que são os detalhes fazem o iPhone um produto superior aos demais. E uma das grandes reclamações em relação aos smartphones de todas as marcas é o superaquecimento que muitos apresentam, que acaba por prejudicar a performance e a durabilidade da bateria. 

Para resolver isso, a Apple patenteou uma tecnologia muito simples para impedir que o aparelho tenha problema. A patente, que havia sido pedida em janeiro de 2013, pode se tornar uma das novidades dos próximos iPhones da companhia.

Ela funciona assim: um termostato interno mede a temperatura do aparelho e toda as vezes que ela superar um valor de referência, o aparelho automaticamente desligará algumas funções, gastando menos energia e esquentando menos – até que o aparelho esfrie. 

Mas você não deverá parar de usar o aparelho enquanto ele esfria: ele automaticamente religará as funções, mas só estas funções. Essa tecnologia provavelmente estará nos próximos iPhones, mas um termostato já está nos aparelhos.