App de pagamentos do Starbucks, o melhor sistema do tipo, chega ao Brasil

Avatar

Por Paula Zogbi

18 de janeiro de 2016 às 12:53 - Atualizado há 6 anos

Logo Novo Curso

Transmissão exclusiva: Dia 08 de Março, às 21h

Descubra os elementos secretos que empresas de sucesso estão usando para se libertar do antigo modelo de Gestão Feudal de Negócios.

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

SÃO PAULO – O aplicativo de rastreamento de lojas e pagamentos pelo celular da rede Starbucks, que é um sucesso, chegou ao Brasil. Nos EUA, a cada cinco transações das cafeterias da marca, uma realizada através do sistema. Em 2015, eram realizadas 5 milhões de pedidos ao mês.

Disponível para Android e iOS, o app chega como um complemento ao Starbucks Card – cartão gratuito que permite compras na loja da rede de cafeterias – e acúmulo de pontos no programa de fidelidade My Starbucks Rewards, cuja conta poderá ser gerenciada através do app.

“É necessário apenas ativar o cartão na loja ou pelo aplicativo (Starbucks Card Digital) com uma recarga mínima de R$10,00 e registrá-lo no aplicativo para utilizar o pagamento móvel: Basta posicionar o código de barras presente na tela do smartphone em frente ao leitor presente nos caixas para efetuar a compra”, de acordo com um comunicado enviado à imprensa nesta segunda-feira.

A companhia está investindo pesado no sistema de pagamentos, que já existe nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Coréia do Sul, Austrália, Áustria, República Tcheca, França, Alemanha, Kuwait, Rússia, Cingapura, Hong Kong, Macau, México, Malásia, Polônia, Suíça, Tailândia, Taiwan e Porto Rico. “Os consumidores no Brasil têm utilizado seus smartphones cada vez mais e nós estamos sempre pensando em novas formas de agregar valor e dar a eles mais motivos para escolher a Starbucks. Após o grande sucesso em outros mercados, nós estamos muito satisfeitos em lançar nosso aplicativo no Brasil”, diz Bianca Bader, Gerente de Marketing da Starbucks Brasil

Em novembro do ano passado, a Apple, que vem tendo dificuldades em fazer “pegar” o sistema Apple Pay, notou que a estratégia está dando muito certo, ao anunciar que pretendia realizar parcerias com a companhia. Não satisfeita, à época, a empresa disse que pretende apertar as mãos de muito mais empresas, além das já firmadas com o Times, o Spotify e o Lyft. No caso dessas empresas, o cliente pode ganhar “estrelas” para obter cafés gratuitos ao usar diversas ferramentas em seus smartphones.