Amazon vai comprar WholeFoods por US$ 13,4 bilhões (e pode levar Slack também)

Da Redação

Por Da Redação

16 de junho de 2017 às 11:19 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 22 a 25/Fev - 2021, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Tempo de compras na Amazon. A companhia, uma das mais valiosas do mundo, está fechando um acordo pela WholeFoods, uma varejista de comidas famosa nos Estados Unidos, pelo valor de US$ 13,4 bilhões. Esta movimentação deve fazer com que a empresa se torne também uma das líderes do varejo físico, incomodando ainda mais o Walmart.

A Amazon tem os recursos para ajudar em uma grande expansão do WholeFoods e já mostrou interesse em aumentar sua presença no mundo físico. O WholeFoods está passando por uma crise nos últimos anos, renovando seu conselho administrativo em maio para conseguir retomar a expansão e crescimento – mas tem tido pouco sucesso nessa empreitada.

A Amazon mostra estar seguindo novamente a ideologia de seu fundador, Jeff Bezos: inovar sempre para manter-se no topo. É assim que grandes empresas, como a Amazon já se tornou, vão conseguir sobreviver às mudanças do mercado. Se estagnasse, seria atropelada por outra startup com mais “fome” do que ela própria.

Amazon pode comprar Slack

Além disso, a empresa também pode fazer outra aquisição: trata-se do Slack, um aplicativo de conversa para corporações famoso e usado. A empresa já foi alvo de Google e Microsoft (que desistiu para melhorar o Skype), mas pode encontrar um lugar na gigante de Jeff Bezos – que faz planos para entrar de vez neste mercado dominado pelas outras gigantes.

A companhia poderia pagar até US$ 9 bilhões no Slack, mais que US$ 5 bilhões do último round de valuation da empresa. Seria mais uma aquisição da Amazon, que tinha cerca de US$ 21 bilhões em caixa na última vez que divulgou estes números. Ou seja, considerando que a empresa tenha feito um pouquinho mais de caixa, essas duas compras provavelmente zerariam o caixa da companhia.

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]