Amazon ultrapassa Google em valor de mercado e é 2ª maior empresa do mundo

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

22 de março de 2018 às 12:12 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Amazon recentemente se tornou segunda empresa mais valiosa do mundo, ultrapassando a Alphabet, dona do Google. Na quinta-feira, seu valor é avaliado pelo mercado em US$ 758 bilhões, contra US$ 745 bilhões da Alphabet. Agora, só a Apple, com valor de mercado de US$ 861 bilhões está na frente da companhia de Jeff Bezos.

O primeiro trimestre de 2018 foi ótimo para a Amazon, que viu suas ações subirem quase 29% desde janeiro, segundo o TechCrunch. O analista Daniel Ives da GBH Insights acredita que a Amazon poderá atingir o valuation de US$ 1 trilhão em 18 meses se continuar a crescer no mesmo ritmo, tornando-se a primeira empresa de tecnologia a atingir esse patamar. O fundador da empresa, Jeff Bezos, já carrega um título semelhante: o de homem mais rico do mundo.

A Amazon poderá diversificar ainda mais sua cartela de produtos no meio dessa trajetória. Recentemente, o The Wall Street Journal informou que a empresa está conversando com bancos para criar a própria conta corrente para jovens.

A Amazon nasceu como uma livraria online, tornou-se um e-commerce e hoje vende eletrônicos e outros diversos produtos, inclusive da própria marca. A empresa hoje está presente no mundo offline através do Whole Foods, uma rede de supermercado de comidas saudáveis que adquiriu no ano passado. A trajetória de sucesso da empresa a tornou uma das maiores varejistas do mundo – e a história não é convencional, já que a empresa começou no mundo online e está entrando no varejo físico. Conheça o poder da persuasão digital em um workshop gratuito.

Mas, para atingir o marco de US$ 1 trilhão, a Amazon enfrentará uma poderosa competidora: a Apple. A empresa criada por Steve Jobs é a primeira empresa de tecnologia mais valiosa do mundo e forte candidata para atingir este patamar antes da “loja de tudo”.

[php snippet=5]