A Amazon tem explorado condução autônoma para melhorar suas entregas

Avatar

Por Lucas Bicudo

24 de abril de 2017 às 17:57 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Amazon, na surdina, formou há um ano uma equipe para explorar o melhor uso da condução autônoma, segundo o Wall Street Journal. A ideia não é construir seus veículos, mas explorar como a tecnologia pode melhorar a experiência de entrega da companhia.

Em janeiro, a Amazon foi aprovada para uma patente de um “sistema de gestão de estradas”, que ajuda veículos autônomos encontrarem a melhor pista para suas necessidades de condução, levando em conta coisas como velocidade e fluxo de tráfego.

Em geral, a empresa tem investido fortemente na expansão da sua rede de transportes – está gastando US$ 1,49 bilhão em seu próprio hub de carga aérea no norte de Kentucky. A companhia começou a alugar aviões em 2016 para diminuir sua dependência da UPS e da FedEx.

Atualmente, tem 16 aviões Boeing 767 em uso e planeja aumentar esse número para 40 nos próximos anos. A Amazon também concordou em alugar 20 aviões de carga da Atlas Air Worldwide. Além disso, a empresa planeja usar um serviço de entrega de drones, chamado Prime Air, até 2018, embora isso dependa em grande parte do ambiente regulatório que está envolvido.

É uma empresa que não cansa de inovar. Para aprender um pouco desse processo de reinvenção dentro de grandes corporações, criamos um e-book gratuito que pode ser baixado aqui.

O Deutsche Bank divulgou um relatório em junho do ano passado, prevendo que a Amazon terá uma operação de transporte que consiste em caminhões autônomos e drones. Colin Sebastian, da Baird Equity Research, também acredita que o objetivo final da Amazon é oferecer serviços de transporte e logística para terceiros.

(via Business Insider)

Faça parte do maior conector do ecossistema de startups brasileiro! Não deixe de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook e de inscrever-se na nossa newsletter para receber o melhor de nosso conteúdo! E se você tem interesse em anunciar aqui no StartSe, baixe nosso mídia kit.

[php snippet=5]