Amazon está decidindo a cidade da nova sede com base em notas de alunos

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

3 de abril de 2018 às 11:25 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Amazon possui uma lista de potenciais cidades onde construir sua segunda sede, e está utilizando um índice no mínimo curioso para fazer a decisão: a nota do vestibular de alunos. A empresa está pesquisando índices de educação nas cidades, para saber quantos talentos conseguiria atrair em cada região – a contratação de gente talentosa é prioridade da empresa.

A Amazon lista a educação como um fator decisivo na escolha da cidade para sua nova sede. A pesquisa por cidades no qual os alunos têm notas altas – reportado pelo The Wall Street Journal – é um indício que a Amazon está olhando a longo prazo, pesquisando os futuros talentos que poderiam trabalhar na empresa.

A empresa ainda está pesquisando se os locais são interessantes para que outros colaboradores saiam de suas cidades para trabalhar na nova sede da Amazon. A estimativa, segundo a própria Amazon, é que haja um fluxo de 50 mil trabalhadores na área.

A empresa fundada por Jeff Bezos investirá US$ 5 bilhões em 10 anos na criação da segunda sede – uma quantia valiosa para qualquer uma das 20 cidades da lista. A Amazon está mostrando como a educação é um fator cada vez mais decisivo para as empresas. Hoje, o setor está mudando e continuará a mudar – e a Amazon sabe disso, razão pela qual está olhando para as notas de estudantes de cada cidade.

A tecnologia é um dos principais ativos responsáveis por essa mudança, pois a tornou mais acessível e escalável pela internet, por exemplo. Até mesmo os conteúdos estão sendo transformados – a programação é uma matéria cada vez mais importante -, e esse é só o começo. Leia o nosso e-book gratuito para conhecer como a educação está se transformando a partir de inovações.

(Via Business Insider)

[php snippet=5]