A Tesla está muito otimista para 2016 (e com razão)

O incansável Musk, porém, ainda guarda otimismo para o futuro: ele acredita que a Tesla está chegando, ainda, em seus melhores dias e que isso tudo ainda vai mudar o mundo

Avatar

Por Da Redação

11 de fevereiro de 2016 às 13:23 - Atualizado há 4 anos

Tesla

Poucas pessoas estão fazendo tanto para mudar o mundo quanto o bilionário Elon Musk. No momento, ele atua em três frentes que podem ser significativamente importantes para o futuro da humanidade: a troca da energia fóssil por eletricidade nos meios de transporte (Tesla), a geração de energia elétrica renovável e barata em larga escala (SolarCity) e a exploração espacial para futuras missões tripuladas fora da Terra (SpaceX).

O incansável Musk, porém, ainda guarda otimismo para o futuro: ele acredita que a Tesla está chegando, ainda, em seus melhores dias e que isso tudo ainda vai mudar o mundo. Após a divulgação de resultados tímidos na quarta-feira (10), a Tesla elevou significativamente a expectativa de entregas de carros para 2016. O mercado esperava cerca de 60.000. Musk prometeu entre 80.000 e 90.000.

Tudo isso fez as ações explodirem, subindo mais de 10%. Musk admitiu que precisa acelerar o ritmo no meio do ano para chegar nos 90.000, mas que acha isso possível. Geralmente a companhia é muito otimista: em 2015, a promessa era de 55.000 carros, mas pouco mais de 50.000 foram entregues.

A Tesla ainda age como startup, aumentando a capacidade para aumentar a produção – montadoras tradicionais possuem uma capacidade instalada que supera a demanda e se ajustam conforme a necessidade. Então 2016 começa do jeito que começou 2015: com muito otimismo e esperança, com uma meta que pode ser difícil de alcançar.

Outro ponto é importante de se ver: Musk não tem medo do seu principal competidor no momento, o Chevrolet Bolt, que promete ser o primeiro carro elétrico popular do mundo (será vendido por cerca de US$ 35 mil, assim como o Model 3). Contudo, o Bolt sai um ano inteiro antes do Model 3 e terá bastante tempo para se consolidar no mercado. A expectativa de Musk é que o Model 3 seja um carro melhor, e, por conta disso, venda mais que seu rival.