A Apple acaba de bater em uma parede tecnológica com o seu mais novo produto

Avatar

Por Lucas Bicudo

19 de agosto de 2016 às 12:15 - Atualizado há 4 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A Apple está tendo sérias dificuldades de integrar funcionalidades de um aparelho celular na próxima geração de wearables, de acordo com o Bloomberg. Portanto não espere ser capaz de usar seu Apple Watch como se fosse usar um iPhone.

Incorporar um chip de celular ao Watch daria mais liberdade para os usuários usarem o aparelho. Uma pessoa acostumada a correr poderia praticar o exercício e ter as funcionalidades de seu celular sem ter que levá-lo junto. O relógio daria conta do recado, com aplicativos de monitoramento cardíaco, tempo e metas, por exemplo.

O problema? A vida da bateria. Um chip demandaria demais dela – o que já é um problema latente diagnosticado entre os usuários do dispositivo, que necessitavam salvar bateria durante o dia para recarrega-los toda noite.

A expectativa é que essa integração rolasse até o lançamento oficial da próxima geração de wearables, prevista para o começo do outono. Entretanto, os executivos da Apple já mostram desconfiança na capacidade de entregar um produto tecnologicamente satisfatório a tempo. Eles falam de no mínimo até dezembro serem capazes de colocar a tecnologia no mercado.

A primeira geração do Apple Watch foi lançada em abril do ano passado. No segmento, sem dúvidas é o wearable que domina o mercado, mas não estamos falando da próxima tecnologia disruptiva, como foram os smartphones. Trata-se de um nicho pequeno que não alavanca astronomicamente as vendas, sinal que a tecnologia não é tão espetacular quanto prometida.

Os esforços continuam para que isso vire uma tendência, mas problemas como esse ainda estão impedindo que o Watch deslanche.

(via Business Insider)

Mensagem do Editor
Ei, tudo bom?
Gostaria de agradecer pela visita! Meu nome é Felipe Moreno, sou editor-chefe do StartSe e, como muito de vocês, dono de uma (minúscula) startup de mídia.
E vou te fazer um pequeno convite: vamos bater um papo! É só se cadastrar aqui embaixo e eu vou te enviar alguns e-mails para você com o melhor do nosso conteúdo para te ajudar, seja você um empreendedor, funcionário, investidor ou apenas interessado neste maravilhoso mundo!
É um caminho de comunicação direto que nenhum outro portal oferece para seus leitores. E a intenção é construir uma comunidade vibrante que esteja preparada para todos os enormes desafios que virão. Vamos construir conhecimento e conteúdo juntos! Conto muito com a presença de vocês neste papo!
[php snippet=5]
E não é só isso! Você tem alguma sugestão de pauta? Quer conversar sobre sua startup? Assessora alguma empresa? Tem alguma dica que pode ajudar outros leitores? Quer ter a SUA matéria publicada no site?
O StartSe quer ouvir de VOCÊ, nosso leitor, o que precisamos fazer para melhorar cada vez mais o site! Deixamos o form abaixo para você, mas se quiser, basta mandar um e-mail para redacao@startse.com.br!
 [contact_bank form_id=3]
[php snippet=9]
E por último, não esqueçam de entrar no grupo de discussão do StartSe no Facebook! Lá poderemos debater tecnologia, inovação, startups, empreendedorismo e criar um ambiente saudável de troca de opiniões e networking!