Compras via mobile ultrapassam as de desktop nos EUA

Já as feitas por tablets cairão 9% em comparação ao ano passado e representarão 10% da receita nessa temporada de férias

0
shares

A contribuição de smartphones nas compras de férias, tanto em visitas como em vendas, vem crescendo a cada ano. Mas é em 2017 que, pela primeira vez, a temporada atingirá um novo marco: as visitas aos sites de varejo feitas por meio de celulares deverão superar as visitas feitas por desktop durante os meses de novembro e dezembro.

De acordo com uma previsão da Adobe, a participação do desktop na receita será de 66%, uma queda de 6%. Enquanto isso, a receita dos smartphones aumentará 26% em relação ao ano passado, passando a representar 24% do rendimento. Já as compras feitas por tablets cairão 9% em comparação ao ano passado e representarão 10% da receita nessa temporada de férias.

Se você quer conhecer mais sobre as inovações do varejo, inscreva-se na maior conferência de tecnologia do varejo do Brasil!

Os dados dessa previsão feita pela Adobe utilizam uma estrutura de inteligência artificial para identificar as informações de varejo que fluem pelo Adobe Analytics, que mede cerca de 80% das transações online dos mais importantes varejistas dos EUA. Segundo a empresa, a previsão se baseia na análise de um trilhão de visitas em mais de 4.500 sites de varejo e 55 milhões de SKUs.

A ultrapassagem dos smartphones não é uma surpresa. Em novembro do ano passo, o uso de internet móvel encostou no desktop pela primeira vez. Além disso, durante a temporada de férias, vários dos principais varejistas dos EUA relataram números recorde de compras feitas por dispositivos móveis.

A Amazon, por exemplo, afirmou que as ordens de compras vindas de dispositivos móveis no Dia de Ação de Graças 2016 excederam o do ano passado, bem como o Cyber Mondar 2015. Além disso, o Walmart observou que 70% do tráfego do seu website em tornou do Black Friday veio do celular. Já a Target já havia dito que o celular representava mais de 60% da pré-venda do Black Friday.

No celular ou no desktop, as compras online já superaram as vendas nas lojas físicas. A Adobe prevê que as vendas online chegarão a US$ 107,4 bilhões nesta temporada de férias, um aumento de cerca 13,8% em relação ao ano passado. Tal crescimento superará também o varejo nas lojas físicas em 10%.

O Cyber Monday será um grande contribuinte para essas vendas e pode até se tornar o melhor dia de compras online na história dos EUA, com US$ 6,6 bilhões em vendas. Tal crescimento representa um aumente do 16,5% em relação ao ano passado. De acordo com a previsão, as vendas de Ação de Graças também irão subir em 15%, chegando a US$ 2,8 bilhões.

Segundo a Adobe, os consumidores dos Estados Unidos gastarão cerca de US$ 19,7 bilhões durante o período de cinco dias entre o Dia de Ação de Graças e Cyber Monday.

A Adobe também prevê algumas das compras que serão populares este ano, incluindo Nintendo Switch, Apple AirPods e Playstation VR. Outros itens incluídos nessa lista são Amazon Echo, o Google Home e o Super Mario Odyssey, além de novas versões dos mais vendidos de 2016, como Shopkins e Hatchimals.

É hora de se atualizar sobre as maiores inovações do varejo! Inscreva-se na maior conferência de tecnologia do varejo do Brasil!

Veja a previsão completa da Adobe aqui.

(Via Tech Crunch)

Atualize-se em apenas 5 minutos


Receba diariamente nossas análises e sinta-se preparado para tomar as melhores decisões no seu dia a dia gratuitamente.

Comentários