Streaming será prioridade da Disney em 2019

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

6 de fevereiro de 2019 às 17:25 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Além da Apple, a Disney será a próxima grande empresa a adentrar o mundo de streaming de vídeo. Chamado de “Disney+”, o serviço deve ser lançado no final deste ano. Em uma conferência com investidores nesta terça-feira (5), Robert A. Iger, presidente e diretor de operações da empresa, afirmou que o streaming será a principal prioridade neste ano.

“Construir um negócio ‘direto-para-o-consumidor’ é nossa prioridade máxima, e nós continuamos a investir em conteúdo excepcional e em tecnologias inovadoras para alavancar nosso sucesso nesse espaço”, disse Iger.

Agora, a novidade é que o serviço de streaming da Disney não terá, desde seu lançamento, apenas conteúdos próprios. A empresa já encomendou uma série de 10 episódios chamada de “Diary of a Female President”, criada por Gina Rodriguez e CBS TV Studios.

Também não espere ver apenas conteúdos já exibidos anteriormente pela plataforma da Disney. A empresa também está criando conteúdos exclusivos como uma série do filme High School Musical e dos Muppets.

Três opções de streaming

A criação de um streaming próprio romperá os laços da Disney com a Netflix. Alguns filmes da empresa serão exclusivos apenas no novo Disney+, como os próximos lançamentos, Capitã Marvel e o Episódio 9 de Star Wars.

A nova plataforma da Disney será focada, naturalmente, para famílias. No entanto, séries e filmes com uma faixa etária maior que a convencional também terão espaço, mas no Hulu.

A Hulu é o fruto de um empreendimento em conjunto entre a The Walt Disney Company, 21st Century Fox, Comcast e AT&T. Hoje, o serviço está disponível apenas nos Estados Unidos e Japão.

Além do Disney+ e Hulu, a companhia fundada por Walt Disney já possui mais uma opção de streaming – o ESPN+. Isso acontece devido à compra da Fox e ESPN pela Disney em 2017.

Na conferência aos investidores, Iger afirmou que a rede de streaming de sports já possui 2 milhões de usuários. Ela foi lançada em abril do ano passado, com o preço de US$ 4,99 por mês ou assinatura anual de US$ 49,99.