Roche seleciona startup vencedora do Desafio Roche

Empresas finalistas possuem soluções de big data que auxiliam no cuidado ao paciente, gestão de tratamentos e monitoramento de dados

Avatar

Por Conteúdo Patrocinado

30 de outubro de 2018 às 14:28 - Atualizado há 1 ano

Roche

Com o objetivo de encontrar startups com soluções de Big Data que contribuam para a transformação digital do setor de saúde, a Roche lançou, em parceria com a Innoscience, o Desafio Roche. Empresas de todo o Brasil puderem inscrever projetos para duas categorias: #ObterDados e #TratarPreverComDados. A primeira delas envolvia soluções para aquisição de dados para captura das interações do paciente ao longo da jornada. Já a segunda era destinada à projetos que aceleram pesquisas, extraem e integram dados e permite fazer uma boa gestão de tratamentos.

Após o período de inscrições, as soluções submetidas pelas startups foram avaliadas pelo corpo de avaliadores da Roche para identificar os projetos com maior aderência aos objetivos do desafio. Na primeira fase, 180 startups passaram por avaliações e dez foram selecionadas: Epitrack, Carenet Longevity, Mindify, Avicena Governança Inteligente, TISAÚDE, Wecancer, Helpbell, Heartcare, Optimus Intelligence e mCare.

Para a fase de Pitch Day, cinco finalistas apresentaram suas soluções e participaram de uma palestra realizada por Felipe Locatelli, gerente de operações da startup criadora da robô Laura. Baseado em Inteligência Artificial, Computação Cognitiva e Machine Learning, ela faz conexões, identifica falhas, gerencia tarefas e aprende com isso. Durante o Pitch Day, Locatelli contou a trajetória da empresa e falou sobre a importância da integração de dados na saúde. Conheça as startups finalistas:

Heart care: a startup vencedora criou um aplicativo que possibilita monitorar e ter acesso à um histórico sobre os batimentos cardíacos. Utilizando computação cognitiva desenvolvida em parceria com a IBM Watson, o app analisa dados e gera um resultado mais preciso sobre o comportamento do coração. A solução também informa quais os hospitais e farmácia estão mais próximos do usuário.

Helpbell: plataforma integrada que gera dados em tempo real, entregando informações em um ambiente único usando tecnologias como Internet das Coisas, Cloud Computing e Inteligência Artificial. Com a HelpBell, é possível coletar dados vitais, ambientais e eventos de emergência em tempo real, mapeando padrões de comportamento.

Mindify: a startup usa Inteligência Artificial para adaptar as telas dos protocolos dinamicamente segundo especialidade do médico e segundo os sintomas do paciente. Assim, estimula diagnósticos precoces facilitando o acesso, simplificando e gerenciando a aplicação dos protocolos da medicina baseada em evidências. Cada protocolo funciona como um robô especializado dentro de uma tarefa maior e complexa, o diagnóstico do paciente. Todos eles atuam juntos, mas de forma transparente, para ajudar o médico na sua rotina.

Avicena: a startup aplica técnicas e conceitos de Governança Inteligente e Inteligência Artificial para tornar efetiva a tomada de decisão nos sistemas de saúde. Para isso criou a GISSA, uma plataforma de coleta e análise de informações. O objetivo é auxiliar desde o cidadão paciente ou cuidador, passando por profissionais de saúde e chegando até os gestores de alto nível.

Wecancer: aplicativo gratuito que auxilia os pacientes na quantificação dos sintomas do câncer e na jornada do tratamento. Os usuários podem fazer registros diários sobre os efeitos sentidos, compreender melhor seus próprios sintomas e fornecer dados confiáveis para que médicos possam entender melhor sobre o quadro do paciente. Para isso, os profissionais têm acesso às informações em um espaço exclusivo.

A Heart care, startup vencedora, optou entre três opções por receber como prêmio uma imersão equity-free de três semanas na Digital Health Accelerator da Roche Diagnóstica em Munique, na Alemanha. Todas as startups inscritas receberam feedback personalizado.

Conheça mais sobre a Roche


A Roche é uma empresa global, pioneira em produtos farmacêuticos e de diagnóstico, dedicada a desenvolver avanços da ciência que melhorem a vida das pessoas. Combinando as forças das divisões Farmacêutica e Diagnóstica, a Roche se tornou líder em medicina personalizada – estratégia que visa encontrar o tratamento certo para cada paciente, da melhor forma possível.


É considerada a maior empresa de biotecnologia do mundo, com medicamentos verdadeiramente diferenciados nas áreas de oncologia, imunologia, infectologia, oftalmologia e doenças do sistema nervoso central. É também líder mundial em diagnóstico in vitro e tecidual do câncer, além de ocupar posição de destaque no gerenciamento do diabetes. Fundada em 1896, a Roche busca constantemente meios mais eficazes para prevenir, diagnosticar e tratar doenças, contribuindo de modo sustentável para a sociedade.

A empresa também visa melhorar o acesso dos pacientes às inovações médicas trabalhando em parceria com todos os públicos envolvidos. Vinte e oito medicamentos desenvolvidos pela Roche fazem parte da Lista de Medicamentos Essenciais da Organização Mundial da Saúde, entre eles, antibióticos que podem salvar vidas, antimaláricos e terapias contra o câncer. Pelo oitavo ano consecutivo, a Roche foi reconhecida como a empresa mais sustentável do grupo Indústria Farmacêutica, Biotecnologia e Ciências da Vida pelos Índices Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI).
Com sede em Basileia, na Suíça, o Grupo Roche atua em mais de 100 países e, em 2016, empregou mais de 94.000 pessoas em todo o mundo. No mesmo ano, a Roche investiu 9,9 bilhões de francos suíços em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e suas vendas alcançaram 50,6 bilhões de francos suíços. A Genentech, nos Estados Unidos, é um membro integral do Grupo Roche. A Roche é acionista majoritária da Chugai Pharmaceutical, no Japão. Para mais informações, visite www.roche.com.br.