Para Elon Musk, inteligência artificial pode ameaçar seres humanos

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

26 de novembro de 2018 às 16:57 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Elon Musk, o dono da Tesla e da SpaceX, falou que a inteligência artificial (IA) excederá a inteligência humana.

“À medida em que os algoritmos e o hardware melhoram, essa inteligência digital excederá a inteligência biológica por uma margem substancial”, disse Elon Musk no programa Axios, da rede de TV HBO.

O executivo ainda sugeriu que, se não for bem administrado, o uso da tecnologia poderia tornar os humanos uma espécie em extinção.

“Quando uma espécie de primata, homo sapiens, se tornou muito mais inteligente que os outros primatas, ela empurrou todos para um habitat muito pequeno. Portanto, há pouquíssimos gorilas de montanhas, orangotangos e chimpanzés – macacos em geral”, disse Musk.

Ele afirmou que, como esses animais foram levados para habitats cada vez menores – incluindo zoológicos – o mesmo pode acontecer com os humanos. “Esse é um resultado possível para nós”, afirmou.

O dono da Tesla e SpaceX disse que o objetivo a longo prazo é conseguir uma “simbiose com inteligência artificial”. Ele também espera que isso impeça que governos e corporações monopolizem a tecnologia.

Musk é dono da Neuralink, uma empresa de neurociência criada com o objetivo de conectar a IA com o cérebro humano, por meio do implante de pequenos eletrodos que poderiam fazer o download ou upload dos nossos pensamentos.

Leia mais:

Elon Musk afirma que há 70% de chance de ele viajar para Marte

Elon Musk revela planos para colonizar Marte através de SpaceX