O que você precisa saber sobre inovação hoje – 11/03/2020

João Ortega

Por João Ortega

11 de março de 2020 às 18:46 - Atualizado há 6 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Reunimos, a seguir, as principais notícias relacionadas a inovação, tecnologia e empreendedorismo no Brasil e no mundo. O que você precisa saber para se manter informado nesta quarta-feira (11) é:

Snap é a empresa mais inovadora do mundo

A revista Fast Company divulgou nesta semana a lista semana das empresas mais inovadoras do mundo em 2020. No topo do ranking está a Snap, dona do app Snapchat. Completam o pódio mais duas companhias com sede nos EUA: Microsoft e Tesla, respectivamente no segundo e terceiro lugar. Entre as brasileiras, fica o destaque para o Magazine Luiza, que ficou no terceiro lugar do ranking da América Latina. 

Google recomenda home-office em toda a América do Norte

O Google enviou nesta terça-feira (10) a todos os funcionários da empresa na América do Norte um comunicado para que fiquem e trabalhem em casa. Outras regiões, como a Europa, têm recomendação semelhante para colaboradores do Google. Além disso, a companhia anunciou a criação de um fundo para auxiliar fornecedores, funcionários e parceiros durante este momento de crise. 

Fundador do SoftBank vai doar um milhão de testes do coronavírus

Masayoshi Son, o bilionário japonês que fundou o SoftBank, afirmou que vai fazer uma doação de um milhão de testes para o coronavírus. De acordo com o investidor, este é uma primeira iniciativa, que pode ter outras doações na sequência. No entanto, Son recebeu feedback negativo nas redes sociais de usuários que disseram que a ação iria causar prejuízo ao sistema de saúde do Japão. 

ByteDance recebe primeira licença para games

A startup chinesa ByteDance, dona to app TikTok, recebeu sua primeira licença para desenvolver e comercializar games para dispositivos móveis. Desde janeiro, a companhia desenvolve uma área de games com pelo menos mil funcionários. A expectativa é que os dois primeiros títulos sejam lançados ainda nesse semestre, tanto no mercado chinês quanto internacional. 

PicPay aposta em inteligência artificial

A fintech de pagamentos PicPay, que pertence ao Banco Original, aposta em algoritmos de inteligência artificial para criar produtos personalizados aos usuários. Neste sentido, a startup trouxe ao Brasil um especialista da Universidade de Toronto para chefiar a área de IA, que será o principal foco de contratações neste ano.