O que você precisa saber sobre inovação hoje – 06/03/2020

João Ortega

Por João Ortega

6 de março de 2020 às 18:28 - Atualizado há 3 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Reunimos, a seguir, as principais notícias relacionadas a inovação, tecnologia e empreendedorismo no Brasil e no mundo. O que você precisa saber para se manter informado nesta sexta-feira (6) é:

Grindr é vendido por US$ 608 milhões

O Grindr, aplicativo de relacionamento focado no público LGBT, foi vendido por US$ 608 milhões. O grupo chinês Beijing Kulun Tech, que era o dono do app, foi obrigado por reguladores norte-americanos a vender o ativo por preocupações em relação à segurança dos dados. A aquisição foi feita pelo grupo dos EUA San Vicente Acquisition.

Facebook recomenda home-office aos funcionários

Os funcionários do Facebook na sede em São Francisco, nos EUA, deverão trabalhar de casa segundo recomendação da empresa. A decisão é válida a partir desta sexta-feira, por conta do crescente números de casos de contaminação do coronavírus na região.

Fazenda Futuro lança linguiça feita de plantas

A Fazenda Futuro, startup brasileira que cria alimentos semelhantes a carne feitos a partir de vegetais, anunciou o lançamento da linguiça suína à base de planta. A Linguiça do Futuro chega a mercados e restaurantes a partir de abril. O preço final ainda não foi definido pela startup.

Nokia pega US$ 561 milhões em empréstimo por 5G

A Nokia tomou um empréstimo de US$ 561 milhões para acelerar o desenvolvimento de equipamentos com a tecnologia 5G. O dinheiro foi obtido por meio do Banco Europeu de Desenvolvimento e recebido no dia 24 de fevereiro. A empresa finlandesa está ficando para trás no mercado do 5G, enquanto a chinesa Huawei vem fechando os principais contratos do tipo no mundo.

Meituan Dianping vai iniciar entrega de livros

A Meituan Dianping, principal empresa de delivery na China, vai começar a oferecer entrega de livros por meio do aplicativo. A novidade terá início da operação em Pequim com 72 livrarias parceiras. O anúncio acontece em meio ao surto do coronavírus no país, que fechou 80% dos estabelecimentos físicos deste segmento.