O que é “startup style” e como nascem os negócios mais inovadores

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

24 de março de 2020 às 15:56 - Atualizado há 7 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Com o passar dos anos, novas formas de empreender foram sendo criadas. Neste cenário de mudanças, as startups ganharam espaço. Com um modelo de negócio ágil e inovador, essas empresas rapidamente se destacaram nos mais diversos setores, como transporte, saúde, hospedagem e finanças. 

“Podemos definir startups como um novo modelo mental. Ao mesmo tempo, podemos definir como uma nova ciência de gestão para desenvolver projetos inovadores, inclusive em empresas que já existem. Ou, até mesmo, como o maior movimento de democratização da inovação no mundo”, ressaltou Cristiano Kruel, head de inovação da StartSe, na primeira aula do ReStartSe, programa de capacitação online e gratuito.  

Além disso, outras características definem uma startup: um negócio em período inicial, intenso e que usa tecnologia em seu produto final ou em processos relevantes. Neste contexto, surge também o termo startup style — expressão que caracteriza esse novo estilo de gestão mais ágil e inovador. 

Hoje, não são só as novas empresas que trabalham dessa forma, mas também companhias que estão reinventando seus processos para ganhar competitividade. “Se pegarmos esse mesmo mindset e levarmos para o mundo empresarial, podemos pensar como uma nova maneira de organizar e engajar time para atingir propósitos relevantes”, ressaltou Kruel. 

Neste cenário, a velocidade com que as empresas começam a testar novos caminhos explodiu — transformando o mercado em um “mundo de experimentações”. Isso se deve, principalmente, à redução de custos para empreender e a disposição das pessoas para criar e desenvolver negócios inovadores.

Como nascem as startups

Os negócios disruptivos — sejam as startups ou unidades dentro de grandes empresas — nascem, geralmente, respondendo três principais questões: a ideia é boa? O produto é bom? O negócio é bom? Hoje, um dos grandes desafios do empreendedor é o timing, ou seja, encontrar o momento certo daquela inovação.

Nos últimos anos, diversas startups souberam responder essas três questões. Empresas como Uber, Airbnb e Facebook enxergaram além do seu tempo atual e criaram soluções que, ao passar do tempo, se tornaram cada vez mais relevantes. 

No Brasil, uma lista de unicórnios — startups avaliadas em US$ 1 bilhão ou mais — destaca empreendedores que também prosperaram seguindo esses conceitos e entraram em um mercado para competir diretamente com empresas tradicionais. Nubank, 99, Stone e Loft são algumas das startups que alcançaram o título. 

Para saber mais sobre como se desenvolvem startups e projetos inovadores, acesse a página oficial do ReStartSe, maior programa online e gratuito de capacitação para empresários, gestores, empreendedores e profissionais. Serão 4 aulas por dia, ao vivo, com especialistas do Brasil, Vale do Silício e China!