Netflix registra 9,6 milhões de novos assinantes no primeiro trimestre de 2019

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

17 de abril de 2019 às 11:38 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Netflix divulgou, nesta terça-feira (16), seus resultados do primeiro trimestre de 2019. De acordo com o relatório, a empresa adquiriu 9,6 milhões novos assinantes pagantes. Desses usuários, 1,74 milhões são dos Estados Unidos e 7,86 milhões de outros países. No mesmo período do ano passado, a plataforma recebeu mais de 7,4 milhões de assinantes.

Em receita, a empresa adquiriu US$ 4,5 bilhões, um número maior em relação aos US$3,7 bilhões do trimestre passado. De lucro, foram US$344,1 milhões nos primeiros três meses de 2019. Agora, a Netflix acumula 148,9 milhões de assinaturas. Para o segundo trimestre, a empresa espera receber mais 5 milhões novos usuários, com 300 mil nos Estados Unidos e 4,7 milhões no mercado internacional.

De acordo com o comunicado, a empresa também planeja testar um novo recurso no próximo trimestre. Os clientes do Reino Unido poderão ter acesso à uma lista que será atualizada semanalmente com os 10 conteúdos mais populares. Segundo Reed Hastings, CEO da empresa, depois de alguns meses a companhia decidirá se vai expandir a novidade para outros países.

Novos concorrentes

Ainda neste ano, a Netflix terá que lidar com concorrentes de peso. Em março, a Apple anunciou o seu serviço de streaming de filmes e séries por assinatura que será lançado no segundo semestre. Logo depois, a Disney informou a data de estreia de sua plataforma.

No relatório trimestral, a Netflix afirmou que “está empolgada para competir”. “Os beneficiados serão os criadores de conteúdo e consumidores que colherão as recompensas de muitas empresas que disputam uma ótima experiência de vídeo para o público.  Não prevemos que esses novos entrantes afetarão materialmente nosso crescimento”, disse a empresa.