Netflix testa streaming exclusivo para dispositivos móveis

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

14 de novembro de 2018 às 12:27 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Apesar de líder no streaming de vídeo, a Netflix enfrenta grandes concorrentes. Para manter a liderança e conquistar novos clientes, a companhia está testando uma plataforma exclusiva para celulares pelo valor de US$ 4 por mês. O serviço é focado principalmente em países asiáticos, como a Malásia, primeiro local de testes.

O streaming exclusivo para dispositivos móveis possui metade do preço do pacote básico da companhia na Malásia, no valor de US$ 7,90. Reed Hastings, CEO da Netflix, disse à Bloomberg que os experimentos não demorarão muito tempo para virem à tona. Outros testes serão feitos também em outros países, mas a empresa não citou quais.

O movimento se faz necessário para a Netflix por um motivo simples: existem concorrentes na Índia, por exemplo, que cobram cerca de US$ 3 pelo serviço de streaming. Esse é o caso da Hotstar, iFlix, HOOQ e Viu. Mesmo no Brasil, hoje a Netflix possui grandes concorrentes com preços mais acessíveis – esse é o caso da Amazon Prime Video, que traz o serviço por R$ 14,90, enquanto o Netflix possui o preço inicial de R$ 19,90.

Hoje, a gigante do streaming possui mais de 130 milhões de assinantes em 190 países e está cada vez mais apostando no mobile – neste ano, ela lançou uma funcionalidade que os usuários podem baixar filmes e episódios nos dispositivos móveis. O movimento de valorizar o mobile está acontecendo desde o ano passado, quando o tempo em que americanos assistem ao streaming pelo celular começou a aumentar. Em 2017, o número de usuários ativos em dispositivos móveis era de 52 milhões.