Missão da NASA com a SpaceX pode garantir a segurança da humanidade

João Ortega

Por João Ortega

12 de abril de 2019 às 16:27 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Há cerca de 66 milhões de anos, um meteoro atingiu a Terra e extinguiu os dinossauros – ou, pelo menos, esta é uma teoria bem aceita pela comunidade científica. Para proteger a humanidade do mesmo destino dos antigos habitantes do planeta, a NASA prepara uma missão teste para desviar a trajetória de um asteroide. Ela será realizada em parceria com a SpaceX, empresa espacial de Elon Musk.

Chamada de DART (Double Asteroid Redirection Test), a missão foi anunciada nesta quinta-feira. Em junho de 2021, será lançado ao espaço o foguete Falcon 9, da SpaceX, a partir de uma base da NASA na Califórnia. Ele carregará uma nave espacial menor, que será responsável por colidir diretamente com uma pequena lua que orbita o asteroide Dydymos, a cerca de 11 milhões de quilômetros da Terra.

Espera-se que a Dydymoon – como foi apelidada pela agência espacial – tenha sua trajetória levemente alterada. “A colisão mudará a velocidade da lua em cerca de 1%, o suficiente para ser medida desde telescópios na Terra”, disse a NASA em comunicado.

Caso a missão DART tenha sucesso, os cientistas acreditam que seja possível adotar a mesma estratégia em relação a objetos espaciais que vêm em direção a Terra, antes que eles causem danos irreversíveis. O custo da missão será de US$ 69 milhões.