Microsoft quer que as pessoas tenham mais controle de seus dados

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

4 de janeiro de 2019 às 15:32 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Microsoft está testando a resolução de um problema muito presente em 2018: a privacidade dos dados. A companhia está criando o Bali, uma plataforma em que os usuários podem controlar seus dados que estão na internet, segundo o Business Insider.

A empresa, que havia lançado um site de testes para a solução, o retirou do ar após algumas notícias.

Antes de ser excluído, o Bali era descrito como “uma nova base de dados que coloca os usuários no controle de todos os dados coletados sobre eles”.

O site pedia um código de login para visitantes. A intenção é que os usuários possam visualizar, controlar, compartilhar e até monetizar seus próprios dados.

A polêmica dos dados

O ano de 2018 foi marcado por polêmicas de vazamento e uso indevidos de dados, tendo o Facebook como um dos principais protagonistas.

O escândalo com a Cambridge Analytica reacendeu a discussão sobre a privacidade dos dados e quais os impactos que podem ter inclusive na política.

Agora, a Microsoft está entrando na jogada, em busca de oferecer maior poder aos usuários e seus dados.