No Met Gala 2019, a atração foram as roupas e acessórios feitos por impressoras 3D

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

9 de Maio de 2019 às 08:25 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Na última segunda-feira (6) aconteceu, em Nova York, o Met Gala 2019, tradicional evento de arrecadação de fundos para o Metropolitan Museum of Art, cujos convidados são artistas, empresários e executivos das maiores companhias dos Estados Unidos. Neste ano, um detalhe chamou atenção: as roupas de cinco celebridades foram fabricadas por impressoras 3D. Os itens foram criados pelo designer Zac Posen em colaboração com a GE Additive e a Protolabs.

Jourdan Dunn, Nina Dobrev, Katie Holmes e Julia Garner tiveram seus corpos escaneados para que as roupas fossem modeladas pelo software na medida certa. As produções, que demoraram seis meses para ficarem prontas, foram realizadas com a técnica de estereolitografia, onde um laser é usado para solidificar partes de uma resina especial a partir de comandos feitos no computador, criando detalhes nas peças.

O trabalho de Posen mostra que a tecnologia está alcançando todos os setores — inclusive o da moda. Segundo o designer, um dos vestidos mais trabalhosos foi o da modelo Jourdan Dunn, que levou mais de um mês e meio para ser finalizado. A peça, composta por 21 pétalas, pesa um quilo e custa US$3 mil. Cada parte foi conectada a uma estrutura também impressa em 3D.

Jourdan Dunn no Met Gala 2019.

Já o vestido da atriz Nina Dobrev foi criado a partir da junção de quatro peças impressas, e levou mais de 8 dias para ser concluído. Além dos vestidos, o designer produziu acessórios para outras três atrizes. Katie Holmes usou um colar de folhas impresso em 3D que demorou dois dias e meio para ser fabricado.

Nina Dobrev no Met Gala 2019.

Julia Garner usou um acessório na cabeça que levou 22 horas para ficar pronto. Por fim, Deepika Padukone compareceu ao evento com um vestido que trazia 408 detalhes impressos em 3D e costurados no tecido. Eles levaram cerca de uma semana para serem finalizados. 

Deepika Padukone no Met Gala 2019.

“A impressão 3D é o tipo de tecnologia de fabricação que mais cresce em qualquer lugar no momento”, disse Peters em entrevista ao CNBC. Segundo o designer, o método foge dos padrões de produção de roupas e jóias e pode ser considerado até mesmo uma forma de arte.