Magazine Luiza irá vender produtos em outras lojas físicas através de parceiros

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

31 de Maio de 2019 às 16:36 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Magazine Luiza lançou, nesta sexta-feira (31), uma plataforma para que outras lojas físicas vendam seus produtos. Com o “Parceiro Magalu”, os lojistas poderão vender produtos do magazine e receber até 8% de comissão dos produtos vendidos.

Atualmente, o Magazine Luiza possui 4 milhões de produtos na loja online, trazendo um grande portfólio de vendas para seus parceiros. Enquanto os lojistas podem utilizar a plataforma para oferecer mais produtos aos clientes e ganhar comissão por isso, aumentando suas receitas, o Magazine Luiza está fortalecendo ainda mais suas vendas online.

Isso porque o pagamento – uma das principais barreiras para a adoção de compras online – poderá ser realizado nas lojas físicas dos parceiros. Essa é uma forma de captar novos clientes que ainda não aderiram ao formato de e-commerce, além de encontrá-los de forma qualificada, quando estão dispostos a comprar.

A solução de pagamento foi desenvolvida em parceria com a Cielo. A entrega dos produtos será realizada pelo Magazine Luiza. Para o lojista, o trabalho será de indicar os produtos e de realizar a venda através do aplicativo Parceiro Magalu. Além disso, ele deverá ter CNPJ, conta bancária e smartphone com acesso à internet.

A varejista não especificou como será determinado o valor da comissão, limitando-se a dizer apenas que serão de até 8%. As compras online representam hoje um importante vertical dos negócios da Magalu. No terceiro trimestre de 2018, a empresa faturou 4,4 bilhões de reais, sendo que 1,7 bilhão (38% do valor) veio do e-commerce.

O fortalecimento nesse setor vem desde 2017, quando o comércio eletrônico da empresa cresceu 55%. Uma das iniciativas que fomentou esse crescimento foi o LuizaLabs, laboratório de inovação do Magazine Luiza.