Lyft retira frota de bicicletas em São Francisco depois de relatos de incêndios

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

1 de agosto de 2019 às 09:59 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Lyft anunciou que está retirando suas bicicletas elétricas das ruas de São Francisco depois de algumas delas pegarem fogo. A frota foi lançada pela startup há pouco menos de dois meses, com novas bicicletas que poderiam ser alugadas pela plataforma Bay Wheels exclusiva para a área da Baía de São Francisco.

No dia 27 de julho, um usuário postou a foto de uma bicicleta da Lyft carbonizada. “Não acho que eu vou estar em uma @lyft @baywheels em breve”, disse Zach Rutta. Na mesma semana, o San Francisco Examiner relatou um segundo incêndio com uma bicicleta da empresa.

Diante dos casos, a Lyft resolveu retirar sua frota da cidade para investigar o problema. “Com muita cautela, estamos temporariamente deixando a frota de e-bikes indisponível para os pilotos enquanto investigamos e atualizamos nossa tecnologia de bateria”, disse um porta-voz da empresa ao TechCrunch. “Obrigado aos nossos pilotos pela paciência e estamos ansiosos para tornar as e-bikes disponíveis novamente em breve”.

Em abril deste ano, a Lyft também precisou retirar suas bicicletas, dessa vez por problemas no sistema de frenagem. A startup interditou seus veículos em Nova York, San Francisco e Washington, D.C. depois de vários relatos de acidentes.