Polícia de Londres inicia uso de reconhecimento facial nas ruas da cidade

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

24 de janeiro de 2020 às 16:52 - Atualizado há 2 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Polícia Metropolitana de Londres anunciou, nesta sexta-feira (24), que está implantando câmeras de reconhecimento facial nas ruas da cidade. Segundo as autoridades locais, a tecnologia, que passou por uma fase de testes, agora está pronta para ser integrada ao sistema de policiamento.

Ao identificar rostos, as câmeras de reconhecimento facial instantâneo emitirão avisos aos policiais, sugerindo que pessoas procuradas podem ter sido encontradas. “Como uma força policial moderna, acredito que temos o dever de usar novas tecnologias para manter as pessoas seguras em Londres. Pesquisas independentes mostraram que o público nos apóia nesse sentido”, afirmou Nick Ephgrave, membro da Polícia Metropolitana da cidade.

De acordo com as autoridades, toda a equipe foi testada para usar a tecnologia em um ambiente de policiamento. “Estamos usando uma tecnologia testada e adotamos uma abordagem transparente para chegar a esse ponto. Tecnologia semelhante já é amplamente utilizada em todo o Reino Unido, no setor privado”, ressaltou Ephgrave.

Com o uso do sistema, as autoridades esperam combater crimes, identificar suspeitos e até mesmo localizar crianças desaparecidas ou adultos vulneráveis. As câmeras serão implantadas, inicialmente, em locais com alto índice de criminalidade. 

Cada região terá uma lista de observação com imagens de pessoas procuradas. Todas as câmeras serão sinalizadas e os habitantes receberão folhetos com informações sobre a tecnologia. “Tenho certeza que temos as salvaguardas e transparência para garantir a proteção da privacidade e dos direitos humanos das pessoas. Acredito que nossa implantação cuidadosa do reconhecimento facial atinja esse equilíbrio”.