Intel compra startup de inteligência artificial por US$ 2 bilhões

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

17 de dezembro de 2019 às 14:25 - Atualizado há 7 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Intel anunciou, nesta segunda-feira (16), a compra da Habana Labs por US$ 2 bilhões. Criada em 2016 em Israel, a startup desenvolve processadores de Inteligência Artificial e tem escritórios em Tel Aviv, San Jose, Pequim e Gdansk. Com a aquisição, a Intel busca fortalecer sua área de dados.

“Essa aquisição avança nossa estratégia de I.A de oferecer aos clientes soluções para atender a todas as necessidades de desempenho — da análise de dados ao data center”, disse Navin Shenoy, vice-presidente executivo e gerente geral do Data Platforms Group da Intel, em um comunicado.”A Habana carrega nossas ofertas de inteligência artificial para o data center com uma família de processadores de alto desempenho e um ambiente de programação baseado em padrões para lidar com as crescentes cargas de trabalho de inteligência artificial”, completou.

A companhia espera terminar o ano com mais de US$ 3,5 bilhões em receita. Com a compra da Habana, planeja aumentar ainda mais esse número. A startup continuará como uma unidade de negócios independente e responderá ao Data Platforms Group, grupo da Intel dedicado à plataformas, softwares e pesquisas em inteligência artificial. 

“Sabemos que os clientes estão buscando facilidade de programação com soluções de IA criadas especificamente para isso, além de desempenho superior e escalável em uma ampla variedade de cargas de trabalho e topologias de redes neurais. É por isso que estamos entusiasmados por ter uma equipe de IA do calibre da Habana com um histórico comprovado de execução na Intel”, afirmou Shenoy.