Instagram quer que você pense duas vezes antes de fazer comentários ofensivos

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

8 de julho de 2019 às 18:13 - Atualizado há 11 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

O Instagram começará a testar uma nova ferramenta para combater o bullying. Nesta segunda-feira (8), a rede social anunciou que irá utilizar inteligência artificial para detectar comentários ofensivos antes que sejam publicados.

Ao detectar palavras ofensivas, o Instagram irá questionar se o usuário realmente deseja publicar aquilo – o que o dá a possibilidade de pensar duas vezes antes de fazê-lo. Se mesmo assim o usuário fizer o comentário, o dono do perfil terá a possibilidade de ocultá-lo, o deixando visível apenas para o próprio comentador.

“Nós ouvimos de pessoas jovens em nossa comunidade que eles relutam em bloquear, deixar de seguir ou reportar o agressor porque isso pode escalar a situação, especialmente se eles interagem na vida real”, descreve Adam Mosseri, líder do Instagram, no anúncio.

O dono do perfil pode escolher colocar o agressor (geralmente já conhecido) na categoria “Restritos”, em que decide se o comentário da pessoa ficará visível ou não. Além disso, o usuário restrito deixará de ver se o seu “alvo” está online no Instagram ou se leu as mensagens diretas enviadas.

Nos testes já realizados, o Instagram afirma que alguns usuários deixam de fazer os comentários ofensivos depois que são convidados a refletir sobre.