Google terá mais um escritório bilionário nos Estados Unidos

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

18 de dezembro de 2018 às 07:00 - Atualizado há 2 anos

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora
Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

O Google anunciou que vai investir mais de US$ 1 bilhão em um novo escritório em Nova York, o Google Hudson Square. O comunicado foi assinado por Ruth Porat, vice-presidente sênior e diretora financeira da companhia e da Alphabet, sua controladora.

O novo campus será composto por três prédios na Hudson Street e Washington Street, com mais de 500 mil metros quadrados.

“Esperamos começar a nos mudar para os dois edifícios da Hudson Street até 2020, e para o prédio da Washington Street até 2022 quando ele estiver concluído”, disse a empresa no comunicado. Segundo o Google, a expectativa é de dobrar o número de funcionários na cidade nos próximos 10 anos.

O Google já possui um escritório em Nova York há quase duas décadas, com mais de 7 mil funcionários trabalhando em equipes de pesquisa, anúncios, mapas, YouTube, nuvem, infraestrutura e outras áreas. “Nova York continua sendo uma grande fonte de talentos diversificados e de nível mundial — foi o que trouxe o Google para a cidade nos anos 2000 e é o que nos mantém aqui”, disse a companhia.

Amazon e Apple

Além do Google, outras grandes empresas decidiram fazer investimentos semelhantes.

Em novembro, a Amazon definiu as cidades que receberão suas novas sedes : Nova York e Virgínia. A empresa planeja dividir as operações com até 25 mil funcionários em cada local.

Já a Apple investirá US$ 1 bilhão para expandir seu escritório em Austin, que deve abrigar até 15 mil funcionários nos próximos anos.