Google compra Looker, startup de armazenamento em nuvem, por US$2,6 bilhões

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

6 de junho de 2019 às 15:58 - Atualizado há 1 ano

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O Google anunciou, nesta quinta-feira (6), a aquisição da Looker Data Sciences, startup de análise de dados e armazenamento em nuvem, por US$2,6 bilhões. Com a compra, de acordo com Thomas Kurian, CEO do Google Cloud, a companhia planeja oferecer uma solução completa de nuvem análise de dados para os seus clientes.

“A combinação [entre as empresas] fornece uma plataforma analítica de ponta a ponta para conectar, coletar, analisar e visualizar dados”, ressaltou o executivo em um evento para a imprensa. Kurian assumiu há alguns meses a divisão de nuvem da companhia, no lugar de Diane Greene.

Segundo Kurian, os clientes poderão aproveitar as informações de novas maneiras para impulsionar sua transformação digital. “A adição do Looker ao Google Cloud nos ajudará a oferecer aos clientes uma solução de análise mais completa, desde a ingestão de dados até a visualização de resultados, integração de dados e insights em seus fluxos de trabalho diários”, disse.

A Looker possui sede em Santa Cruz, na Califórnia. A startup oferece serviços de análise e armazenamento de dados em nuvem para empresas como Buzzfeed, Hearst e Yahoo. Segundo o Google, a startup agora também auxiliará a companhia a fornecer soluções específicas para os seus clientes de varejo, entretenimento, saúde e outros setores.

Essa foi a maior aquisição do Google desde 2014, quando a companhia adquiriu a Nest Labs por US$3,2 bilhões. Em um comunicado, o Google afirmou que espera concluir a aquisição até o fim deste ano.