Cadillacs elétricos viram aposta da GM para concorrer com a Tesla e Audi

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

14 de janeiro de 2019 às 08:23 - Atualizado há 2 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A General Motors mudou sua estratégia para os carros elétricos. A partir de agora, carros elétricos de sua marca premium, a Cadillac, serão o foco da empresa no setor.

Até então, a montadora apostava em modelos “mais acessíveis”, ao menos nos Estados Unidos. O carro-chefe era o Chevrolet Bolt, vendido pelo valor inicial de US$ 36.620 no país. O modelo chegará no Brasil neste ano e será vendido pelo valor inicial de R$ 175 mil.

A mudança de paradigma pode ter tido uma motivação numérica. Em 2017, foram vendidas 23.297 unidades do Chevrolet Bolt. Já no ano passado, as vendas diminuíram para 18.019 unidades.

A Cadillac é uma marca adquirida pela General Motors – assim como a própria Chevrolet – em 1909. Ela é reconhecida mundialmente por seus modelos premium, mas não está disponível no Brasil.

Com a iniciativa, a General Motors passará a concorrer diretamente com a Tesla e Audi, por exemplo, no setor. Atualmente, a companhia liderada por Elon Musk é a número 1 nos Estados Unidos no setor de carros elétricos premium.

A montadora já havia ameaçado concorrer a Tesla ao prometer realizar carregamentos dos veículos mais rapidamente, em 10 minutos.