GM expande unidade de carros autônomos e busca novos engenheiros

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

19 de novembro de 2018 às 16:42 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Cruise, empresa de carros autônomos adquirida pela General Motors em 2016, está se expandindo para Seattle à medida que procura mais talentos de engenharia para desenvolver sua tecnologia. A empresa não tem planos para testar seus veículos autônomos na cidade. Em vez disso, a GM Cruise planeja criar escritórios para atrair e contratar de 100 a 200 engenheiros até o final de 2019. Em janeiro deste ano, a empresa anunciou o lançamento futuro de seus carros sem volantes e pedais.

“Para continuar a desenvolver uma equipe diversificada e rica em talentos, achamos importante explorar os grupos de talentos fora da Bay Area. A vibrante comunidade tecnológica de Seattle e a proximidade de nossa sede em São Francisco fazem dela uma escolha lógica” disse Kyle Vogt, fundador da Cruise, em um comunicado enviado por email.

A busca por pessoas qualificadas com formação em engenharia de software, robótica e inteligência artificial se aqueceu à medida que as empresas correm para desenvolver e implantar veículos autônomos. Hoje, mais de 60 companhias já possuem licenças do Departamento de Veículos Automotores da Califórnia para testar veículos autônomos no estado.

A GM Cruise planeja lançar um serviço comercial autônomo no próximo ano. A empresa tem os fundos necessários para aumentar sua força de trabalho – já que recebeu um investimento de US$ 2,25 bilhões do SoftBank em maio.  Segundo estimativas do banco de investimentos global RBC Capital Markets, ela poderá valer sozinha US$ 43 bilhões futuramente.

Recentemente, a Honda anunciou um investimento de US$ 2,75 bilhões como parte de um acordo exclusivo com a GM e a Cruise para desenvolver e produzir um novo tipo de veículo autônomo. Como parte desse acordo, a Honda investirá US$ 2 bilhões nos próximos 12 anos, além de um investimento de US$ 750 milhões na Cruise, que eleva a avaliação da empresa para US$ 14,6 bilhões.