Ford anuncia demissão de 7 mil funcionários

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

21 de Maio de 2019 às 14:43 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Ford demitirá 7 mil funcionários nos próximos meses. A iniciativa, que representa um corte de 10% dos trabalhadores, faz parte do plano de Jim Hackett, CEO da companhia. Seu objetivo é de reestruturar, cortar custos e transformar a montadora em uma empresa mais ágil. De acordo com um e-mail enviado aos empregados por Hackett, algumas demissões já ocorreram.

De acordo com o CEO, os cortes resultarão em uma economia anual de cerca de US$ 600 milhões. “Também fizemos progressos significativos na eliminação da burocracia, acelerando a tomada de decisões e impulsionando o empoderamento como parte dessa reformulação”, escreveu ele. A Ford espera concluir a reestruturação até agosto.

Na América do Norte, a montadora planeja realizar 2,3 mil dos cortes que incluem saídas voluntárias e demissões. Os cortes também acontecerão na Europa, China e América do Sul. Segundo Hackett, a reestruturação reduzirá em quase 20% a estrutura administrativa da empresa, e os níveis reduzidos de burocracia resultarão em uma equipe mais plana e ágil.

Planos para o futuro

No ano passado, a Ford anunciou alguns de seus planos para os próximos anos. A companhia investirá US$ 11 bilhões em veículos elétricos até 2022 e terá 40 carros híbridos e totalmente elétricos em seu portfólio. Entre os novos modelos, estão as picapes elétricas. A novidade foi anunciada por Jim Farley, presidente de mercado global da Ford, em uma coletiva de imprensa.