Facebook vai remover deepfakes e outros conteúdos manipulados da rede social

Empresa anunciou nesta segunda-feira uma política mais rigorosa sobre fotos e vídeos que possam enganar usuários

João Ortega

Por João Ortega

7 de janeiro de 2020 às 14:07 - Atualizado há 2 meses

mark-zuckerberg

Nesta segunda-feira (6), o Facebook anunciou uma política rigorosa contra conteúdos manipulados com o propósito de enganar usuários. Monika Bickert, vice-presidente global de gestão de políticas internas da empresa, afirmou que serão removidos conteúdos editados “de forma não aparente a uma pessoa comum” e que “enganam usuários a acharem que alguém disse algo que, na verdade, não foi dito”.

A nova política refere-se principalmente aos deepfakes: vídeos que, com auxílio de algoritmos de inteligência artificial, criam a fisionomia de pessoais reais falando ou agindo de formas que não ocorreram na realidade. Com o desenvolvimento da tecnologia, torna-se cada vez mais difícil distinguir um vídeo real de um deepfake.

Neste sentido, o Facebook deseja combater tecnologia com tecnologia. A empresa vai usar algoritmos que identificam quais vídeos foram editados para removê-los da plataforma. Em 2019, o grupo liderado por Mark Zuckerberg lançou um desafio, em parceria com a Microsoft, para que desenvolvedores criem soluções para detectar deepfakes.

No entanto, o Facebook também vai contar com “checadores de fatos” humanos para identificar vídeos falsos ou parcialmente falsos. Nestes casos, o conteúdo não será necessariamente removido, mas sofrerá corte significativo em seu alcance na rede. Além disso, quem assistir ao conteúdo ou compartilhá-lo receberá um aviso alertando para a possível não veracidade das informações contidas nele.

Bickert ressalta, porém, que vídeos e imagens editados de forma clara ou que não tenham objetivo de enganar o usuário não serão removidas do Facebook. Paródias e materiais humorísticos serão liberados. De acordo com o Techcrunch, a nova política interna vai delimitar os detalhes de edição que tornam um conteúdo passível de remoção.