Facebook inicia testes para ocultar número de curtidas da plataforma

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

2 de setembro de 2019 às 15:17 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

Seguindo os passos do Instagram, o Facebook poderá ocultar as curtidas em suas postagens no feed de notícias. A informação foi revelada pela programadora Jane Manchun Wong, conhecida por antecipar as novidades de grandes empresas por meio de engenharia reversa. Wong postou em seu Twitter a imagem (abaixo) de um teste realizado pelo Facebook para remover os famosos likes. O print foi tirado de seu aplicativo para Android. 

Assim como no Instagram, o número aparecerá apenas para o criador da postagem. Já os outros usuários terão acesso apenas a lista de pessoas que interagiram. Segundo Wong, é provável que o recurso ainda esteja em estágio inicial de desenvolvimento. 

“Leva tempo para desenvolver, observar, pesquisar e liberar recursos experimentais como este, que podem ir e vir. Mas estou certa de que esconder as contagens do público será benéfico para o bem-estar digital de uma grande parte dos usuários”, disse a programadora em seu blog.

 

Imagem divulgada pela programadora Jane Manchun Wong.

Procurado pelo portal de notícias TechCrunch, o Facebook afirmou que está considerando remover a contagem de curtidas, mas não confirmou a mudança e nem quando os usuários poderão vê-la. A empresa também não compartilhou os resultados dos testes no Instagram.

A mudança dos likes

Os rumores do Facebook surgem alguns meses depois do Instagram anunciar que ocultaria o número de curtidas em alguns países. O objetivo, segundo a empresa, é que os usuários “se concentrem nas fotos e nos vídeos que compartilham, e não em quantas curtidas eles ganham”. Hoje, o Instagram já está testando a mudança em sete locais, incluindo o Brasil