Facebook pode criar sua própria criptomoeda

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

24 de Maio de 2019 às 12:46 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Facebook está sondando empresas de criptomoedas na intenção de criar sua própria, segundo o Financial Times. De acordo com o veículo, a rede social está investigando há mais de um ano a possibilidade de criar uma moeda virtual.

As moedas virtuais poderiam ser utilizadas na compra de publicidade nas plataformas da empresa, por exemplo. A iniciativa iria ressignificar a palavra “criptomoeda” no Facebook, que até então tem sido associada a fraudes. Há algum tempo, a rede social vetou anúncios com as palavras “criptomoedas” e “bitcoin”, entre outras, após casos de vendas falsas de criptomoedas no Facebook.

Além de comprar produtos do Facebook, os usuários poderiam usar a criptomoeda para enviar dinheiro facilmente através das redes sociais (incluindo o Instagram e WhatsApp). O pagamento entre pessoas já é uma iniciativa que está em testes no WhatsApp desde o ano passado, na Índia. A solução não envolve criptomoedas, se assemelhando com a oferecida pela Tencent, com o WeChat.

Mark Zuckerberg já havia mencionado o seu interesse e o potencial do Facebook no setor de pagamentos no final de abril, na conferência de desenvolvedores da empresa. Conforme fontes informaram ao FT, a intenção é que a criptomoeda saia das redes sociais e seja utilizada em compras online e físicas.