Em alta: investimento na Escale, startups para trabalhar e maionese com I.A

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

5 de abril de 2019 às 18:31 - Atualizado há 1 ano

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A semana que passou foi repleta de novidades – continue lendo para começar a segunda-feira informado! Teve de tudo: Facebook e WhatsApp tentando, mais uma vez, controlar fake news para que não afetem eleições; investimentos em startups brasileiras (o que ajuda a fomentar o ecossistema) e a tecnologia impactando diretamente em nossa comida.

Mais investimentos!

Na semana passada, mais duas startups receberam investimentos no Brasil: a Escale e a Weel. A Escale é uma startup especializada em marketing e vendas e recebeu um aporte de US$ 22 milhões. Enquanto isso, o investimento na Weel foi de US$ 30 milhões. A empresa utiliza inteligência artificial para antecipar recebíveis.

Em qual startup você gostaria de trabalhar?

Você sabia que 37% dos universitários brasileiros pretendem seguir carreira em startups? E 21,3% deles ainda pretendem construir a própria. Seja pela flexibilidade, maior autonomia ou ambiente descontraído, as startups estão cada vez mais ganhando força no mercado de trabalho. Um indício disso é o resultado de uma pesquisa do LinkedIn: quatro startups ficaram entre as 25 empresas em que os brasileiros sonham em trabalhar.

Por dentro da OLX

Ainda falando sobre ambientes de trabalho, nós fomos até o Rio de Janeiro para conhecer a sede da OLX e mostramos tudo para você. Também descobrimos como é a organização do time de funcionários e como a tecnologia faz parte do negócio do início ao fim.

Supermercado 100% autônomo em São Paulo?

Sim, existe. Essa é a novidade que a Zaitt inaugurou na semana passada, no Itaim Bibi, bairro de São Paulo. Confira:

O Facebook e as fake news… De novo

O Facebook sofre acusações por não barrar completamente a divulgação de fake news desde as eleições de 2016, nos Estados Unidos. Agora, a empresa está lançando iniciativas para que fake news não comprometam as eleições na Austrália. Mark Zuckerberg também está fazendo o mesmo na Índia, mas dessa vez através do WhatsApp, plataforma de mensagens que adquiriu.

Maionese com I.A? Hambúrguer feito de plantas?

O quanto a tecnologia está presente nos alimentos que você come? A partir dessa semana, você poderá comer uma maionese feita de plantas… E quem desenvolveu a receita foi uma inteligência artificial. A novidade é da startup NotCo e a expectativa é que esteja disponível no Pão de Açúcar já nesta semana.

E não para por aí: a tecnologia também tornou possível a criação de um hambúrguer muito semelhante ao de carne, mas feito de plantas. Pode parecer estranho à primeira vista, mas os hambúrgueres feitos de plantas estão conquistando um enorme público – eles até vão fazer parte do cardápio do Burguer King nos Estados Unidos! E a Nestlé está já criando o seu próprio.

Vagas!

E as startups continuam contratando. Dessa vez, é a Quero Educação que possui mais de 60 vagas abertas.