Dropbox compra HelloSign, startup de assinatura eletrônica

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

29 de janeiro de 2019 às 10:44 - Atualizado há 2 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

A Dropbox, empresa de serviços de armazenamento em nuvem, anunciou nesta segunda-feira (28) que está adquirindo a HelloSign, startup que oferece serviços para digitalização de processos e assinatura eletrônica. Segundo o TechCrunch, o valor da aquisição foi de US$230 milhões. 

Com a compra, a Dropbox planeja transformar a empresa em um local de co-criação, conectando as pessoas com funcionalidades para melhorar o fluxo de trabalho. A companhia também oferecerá o recurso de assinatura eletrônica para os seus clientes.

“A Dropbox é uma das maiores plataformas de colaboração do mundo, então nossos melhores recursos de eSignature e document workflow são um valor agregado natural para seus usuários, e vice-versa”, afirmou a HelloSign em um comunicado.

Hoje, a startup possui mais de 80 mil clientes e oferece soluções de assinaturas digitais, fax eletrônico e tecnologias para otimizar processos de empresas. Segundo a HelloSign, os usuários podem esperar uma taxa acelerada de inovação para os produtos, apoiados pelos recursos e alcance do Dropbox.

Estratégia para sair do vermelho?

Criada em 2007, a DropBox registra mais de 500 milhões de usuários no mundo e 12 milhões de assinantes. Apesar do sucesso, a empresa opera com prejuízos. Só em 2017, ela perdeu US$ 111 milhões. Entre janeiro e março de 2018, foram US$ 465,5 milhões.

Desde então, a companhia tem colocado em prática algumas ações para crescer ainda mais e sair do saldo negativo, e a compra da HelloSign é uma delas. Como parte desse processo, a empresa também anunciou, no início de 2018, a abertura de capital na Nasdaq.