Disney anuncia data de lançamento e preço de seu serviço de streaming

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

12 de abril de 2019 às 11:19 - Atualizado há 12 meses

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Disney anunciou, nesta quinta-feira (11), mais detalhes sobre a Disney +, sua plataforma de streaming de vídeo. A empresa informou, em um comunicado, que a novidade será lançada nos Estados Unidos no dia 12 de novembro e custará US$ 6,99 por mês — mais barato que a concorrente Netflix, que hoje cobra US$ 8,99 por mês na assinatura básica. A Disney + terá conteúdos de diversas marcas da empresa, como Pixar, Marvel, Star Wars, National Geographic, além da própria Disney. Os usuários poderão acessar os vídeos pela TV ou dispositivos móveis.

“Estamos confiantes de que a combinação de nossa narrativa inigualável, marcas amadas, franquias icônicas e tecnologia de ponta farão da Disney + um destaque no mercado e proporcionarão um valor significativo para consumidores e acionistas ”, disse Bob Iger, presidente e diretor executivo da The Walt Disney Company.

No primeiro ano do serviço, serão lançadas mais de 25 séries originais e 10 filmes e documentários. Entre os títulos anunciados pela companhia estão o Into the Unknown: Making Frozen 2, uma série documental que mostrará os processos por trás da animação; Magic of the Animal Kingdom, com os bastidores do parque em Orlando e o filme The Phineas e Ferb. A Disney também anunciou que todas as 30 temporadas de The Simpsons estarão disponíveis no serviço.

Os assinantes da Disney + poderão criar perfis e receber sugestões personalizadas com base nos conteúdos vistos anteriormente. “Estamos extremamente animados com nosso crescente portfólio de ofertas diretas ao consumidor. Com a Disney +, ofereceremos entretenimento extraordinário de maneiras inovadoras para o público em todo o mundo ”, disse Kevin Mayer, presidente da divisão Direct-to-Consumer e Internacional da companhia.