Didi Chuxing, dona da 99, começa a oferecer produtos financeiros

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

3 de janeiro de 2019 às 16:16 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

A Didi Chuxing, empresa de corridas por aplicativo chinesa, está começando 2019 com novas diretrizes. Ela está investindo em produtos financeiros — e deve enfrentar concorrentes de peso.

A companhia irá oferecer empréstimos pessoais, seguro de carros e convênios médicos (estes no método de crowndfunding — isto é, um financiamento aberto, em conjunto).

As novidades foram incorporadas no aplicativo de corridas da Didi na China nesta quarta-feira (2). Além disso, as novas ferramentas também estão disponíveis no aplicativo “Didi Finance”.

Com a iniciativa, a Didi passa a concorrer com outras gigantes chinesas como o Alibaba e a Tencent. As líderes do mercado varejista do país também lideram os serviços financeiros através do AliPay e WeChat.

Uma das razões para o lançamento dos produtos pode ser, justamente, continuar concorrendo no mercado chinês. 2018 foi um ano particularmente difícil para a Didi: dois passageiros foram assassinados a utilizar seu aplicativo de carona, em diferentes incidentes.

A empresa já estava testando os novos serviços com grupos seletos desde o início do ano passado. Agora, o lançamento coincide com novas regulamentações do governo chinês que exigem maior segurança aos passageiros.

Uma das medidas já adotadas pela empresa é a gravação de viagens. Além disso, neste ano, novos motoristas passarão por avaliações para se provarem aptos para dirigir. Medidas de segurança foram testadas também pela 99, startup brasileira adquirida pela Didi no início de 2018.

Com as iniciativas, a Didi passa a ter uma nova chance de conquistar a confiança de clientes chineses — agora, começando por seus bolsos.