Dados bancários de 29 mil funcionários do Facebook são roubados

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

16 de dezembro de 2019 às 15:52 - Atualizado há 10 meses

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

De acordo com a Bloomberg, 29 mil funcionários do Facebook tiveram suas informações pessoais roubadas. Dados de nomes completos, salários, bônus, ações e o número do seguro social (semelhante ao CPF) estavam armazenados em um disco rígido que foi furtado.

O carro de um funcionário da empresa da divisão de pagamentos foi invadido. O ladrão levou os discos rígidos com as informações, que não estavam criptografadas. Os dados são de pessoas que trabalharam na empresa em 2018. De acordo com um porta-voz do Facebook, é contra a política da empresa que funcionários retirem os discos do escritório.

O porta-voz ainda afirmou que não havia dados de nenhum usuário nos discos. A companhia acredita que o furto foi aleatório e não teve objetivo de roubar informações pessoais dos trabalhadores.

O Facebook está trabalhando com forças policiais locais para encontrar os discos, mas não teve sucesso até agora. No e-mail em que alertou os funcionários afetados, a empresa recomendou que eles notificassem seus bancos e ofereceu uma assinatura de dois anos de monitoramento contra roubo de identidade.