Criação de projetos com modelo BIM é um dos desafios do Digital Journey

Conteúdo Patrocinado

Por Conteúdo Patrocinado

1 de novembro de 2018 às 17:27 - Atualizado há 2 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Para se aproximar do ecossistema de startups e encontrar soluções inovadoras no setor de energia, a Promon Engenharia lançou o Digital Journey, o seu programa de conexão. “Começamos a entender o que pode ser feito hoje com a tecnologia para tornar os processos mais rápidos, eficientes e de qualidade. Montamos um mapa de onde queremos chegar daqui cinco anos, mas para acelerar esse processo decidimos nos conectar com as startups”, explica Carlos Pingarilho, presidente da Promon.

Segundo o executivo, o objetivo do programa é encontrar maneiras de usar tecnologias como Internet das Coisas e Inteligência Artificial para processar informações e trazer melhores resultados. “Dentro do nosso portfólio de engenharia temos a parte de automação, mas queremos aprimorá-la”, diz Pingarilho.

Um dos desafios do programa é o Digital Twin & Building Information Modeling (BIM). A Promon busca soluções relacionadas à utilização de maquetes eletrônicas inteligentes nas fases de projeto, implantação, operação e manutenção de ativos. A companhia deseja trazer maior eficiência e inteligência no processo de elaboração de modelos BIM, promover treinamentos relacionados à operação e manutenção dos ativos, otimizar a operação e manutenção, promover experiências diferenciadas para clientes e outros benefícios. “Queremos enxergar passo a passo a evolução de um projeto, com integração eletrônica total da execução, que se inicia com desenhos em modelo 3D”, explica Pingarilho.

A Promon também busca soluções para outros desafios, como Internet of things, processamento de imagens e gerenciamento de projetos. Podem participar startups que tenham aderência aos desafios citados e que possuam um MVP (Produto Mínimo Viável) desenvolvido e validado, ou mesmo que já tenham seu produto ou serviço disponível no mercado. Após o período de inscrições, que se encerra no dia 18 de novembro, serão selecionadas as startups para o Pitch Day, em dezembro. As empresas que se destacarem poderão se tornar futuras parceiras ou fornecedoras da Promon Engenharia. Para saber mais sobre o Digital Journey, acesse o site!