TIM inicia parceria inédita com Cubo para fomento à inovação

Avatar

Por Lucas Bicudo

19 de julho de 2016 às 18:12 - Atualizado há 4 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

Hoje (19) foi anunciada a oficialização da parceria entre a TIM e o Cubo Coworking Itaú, o maior hub de empreendedorismo do Brasil. A operadora fornecerá toda a infraestrutura de rede ultra banda larga ao local, que atualmente conta com 55 startups residentes, e terá o papel de tutora em determinados projetos, contribuindo com conhecimento e troca de experiência no dia a dia dos empreendedores.

“A parceria com o Cubo está em completa sinergia com nossos pilares de Qualidade, Inovação e Experiência do Cliente. Queremos oferecer o que temos de melhor, compartilhando nossa rede de alta qualidade TIM Live e experiência com o desenvolvimento de soluções em comunicações e tecnologia. A iniciativa é a primeira de outras que vamos estabelecer para fomentar o intercâmbio entre a empresa e o mercado. A expectativa é se aproximar cada vez mais de comunidades que buscam tornar o Brasil uma referência no cenário global de inovação, empreendedorismo e tecnologia”, conta Luis Minoru, CSO da TIM Brasil.

Essa é a primeira de uma série de iniciativas da TIM para apoiar o desenvolvimento de produtos e serviços inovadores através da proposta de Open Innovation, estabelecendo parcerias com startups e centros de inovação de referência no Brasil. A ideia é orquestrar e priorizar a inovação, scouting e incubação no desenvolvimento de tecnologias ou modelo de negócios inovadores, gestão das parcerias estratégicas, influenciar o setor e a indústria e avaliar oportunidades inorgânicas.

O modelo de Open Innovation basicamente consiste em parcerias e alianças, colaboração compreensiva para liderança setorial, novos modelos de negócio, alanca sobre startups em fase de crescimento, engajamento de clientes e desenvolvimento de um ecossistema  de desenvolvedores.

As novas lógicas de valorização e modelos de negócios que a empresa tem para o seu futuro é manter-se na liderança de distribuição de 4G, com mais que o dobro de cidades cobertas que o segundo operador concorrente; continuar com altos níveis de big data (6 bilhões de registros de ligações por dia!!!); aproximar o relacionamento com a base de 65 milhões de clientes; e elevar o número de R$ 1,5 bilhão por ano de receita em serviços que promovem inovação.

“Para o Cubo, receber a TIM é sinal de fortalecimento da proposta de um espaço focado em inovação. Em um cenário em que as soluções digitais estão ganhado cada vez mais força, ter o apoio de uma empresa referência em telecomunicações estimula a evolução das startups residentes e agrega valor à infraestrutura que oferecemos”, afirma Erica Jannini, superintendente de gestão de TI do Itaú Unibanco e uma das idealizadoras do Cubo.

Segundo dados levantados pelo Teleco referente ao mercado brasileiro, mais de 70% dos usuários realizaram compras pela internet em 2015 e 58% assistiram vídeos e ouvem músicas online. Além disso, 70% das transações bancárias foram efetuadas via smartphone no último ano. Esse cenário aumenta cada vez mais a necessidade de oferecer serviços e infraestrutura de maior qualidade, mobilidade e que estimulem a inovação.

“Queremos que empreendedores, fornecedores, empresas de tecnologias, provedores e desenvolvedores de conteúdo e Centros de Inovação identifiquem a TIM como um parceiro ideal para o desenvolvimento de produtos, serviços ou novos modelos de negócio com base tecnológica”, complementa Minoru.

A TIM também incentiva o desenvolvimento de startups por meio do Instituto TIM, com o Academic Working Capital (AWC). O programa é direcionado para estudantes de Ciências Exatas que queiram transformar seus trabalhos de conclusão do curso em negócios inovadores.

Mensagem da Brasil Ventures 

Olá, tudo bom?

Eu sou o Vinicius, Diretor Executivo do Brasil Ventures, uma organização para ajudar empresas como a sua a entenderem o novo ambiente de inovação e se manterem competitivas, através de Corporate Venturing.

Corporate Venturing é a forma de empresas inovarem mais rápido e mais barato por meio de investimento em startups ou transformando seus projetos internos em startups dirigidas por seus colaboradores, chamados de intra-empreendedores.

Eu quero te convidar para batermos um papo sobre este assunto! É só se cadastrar aqui em baixo e eu vou te enviar alguns e-mails  com o melhor conteúdo de Corporate Venturing para te ajudar a inovação mais rápida e disruptiva, fortalecendo seu negócio.

Este é um canal de comunicação direto para te ajudar. Quero saber das suas dificuldades e objetivos. O Brasil Ventures pode te ajudar a criar conexões com empresas inovadoras no Brasil e no mundo, oferece o melhor conteúdo e as melhores práticas de Corporate Venturing.

Faça parte da nossa comunidade e seja protagonista da próxima revolução no mercado.

Aguardo seu contato.

Abraços,
Vinicius Scaramel, Diretor-Executivo da Brasil Ventures
[php snippet=7]