Rolls-Royce anuncia parceria com a Intel para criar navios autônomos

Isabella Carvalho

Por Isabella Carvalho

16 de outubro de 2018 às 16:40 - Atualizado há 2 anos

Logo ReStartSe

GRATUITO, 100% ONLINE E AO VIVO

Inscreva-se para o Maior Programa de Capacitação GRATUITO para empresários, gestores, empreendedores e profissionais que desejam reduzir os impactos da Crise em 2020

Já pensou como seria fazer uma viagem em um navio completamente autônomo? Graças a montadora britânica Rolls-Royce e a Intel, em breve isso será possível. As empresas se uniram para desenvolver navios de navegação independente, previstos para serem lançados até 2020. Desde 2010 a Rolls-Royce trabalha neste projeto, anunciando no ano passado um centro de pesquisa para tecnologia em navegação na Finlândia. Neste ano, a empresa lançou um sistema de inteligência para embarcações tripuladas chamado Intelligent Awareness – o que foi considerado o primeiro passo para os futuros navios autônomos.

O Intelligent Awareness é composto por uma rede de câmeras, sensores e tecnologia LIDAR (light detection and ranging), que calcula distâncias pelas propriedades da luz. Tudo é supervisionado por um programa central, que usa algoritmos e inteligência artificial para procurar obstáculos, como outros navios, e enviar alertas para a tripulação.

“Ao implementar o sistema LIDAR, é possível obter medições precisas em tempo real de quão longe o navio está do seu local para atracar. Se qualquer outro se aproxima, um alarme é disparado”, disse Kevin Daffey, diretor de inteligência naval da Rolls-Royce, em entrevista ao The Verge. O Intelligent Awareness também permite uma melhor visibilidade em más condições climáticas, combinando e centralizando informações de várias fontes. Segundo o executivo, os dados funcionam como os olhos e os ouvidos do navio.

Em um comunicado oficial, a montadora diz que “com foco na segurança, os novos navios terão sistemas com a mesma tecnologia encontrada em cidades inteligentes, carros autônomos e drones”. Segundo Daffey, a companhia está muito satisfeita em assinar este acordo, e essa colaboração poderá ajudar a Rolls-Royce a apoiar os proprietários de navios na automação de sua navegação e operações, reduzindo o erro humano e permitindo que as equipes se concentrem em tarefas mais valiosas.

Atualmente, este sistema já está sendo testado em alguns navios. Com a parceria com a Intel, a Rolls-Royce poderá potencializar o projeto, usando a tecnologia NAND 3D da empresa para armazenar os dados dessa rede e chips Intel Xeon para processá-los. “Juntos, vamos misturar o melhor dos melhores para mudar o mundo do transporte”, disse Daffey no comunicado.