Rival do Uber quer mais dinheiro ou ser comprado por uma montadora

Da Redação

Por Da Redação

28 de junho de 2016 às 12:39 - Atualizado há 4 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

O Lyft tem um plano: ser comprado por uma montadora – e ser capaz de competir com o Uber. Tanto que a empresa contratou a Qatalyst Partners LP, uma butique de investimentos mais conhecida por ajudar as empresas a encontrarem compradores.

Frank Quattrone, fundador da Qatalyst, já conversou com diversas montadoras sobre o assunto e pode estar fechando uma venda de um pedaço da Lyft ou da empresa inteira – a GM é vista como a grande favorita à compra, já que já investiu mais de US$ 500 milhões na empresa.

O Lyft é o maior dos rivais do Uber nos Estados Unidos, mas tem tido grandes prejuízos por tentar competir com o Uber de igual para igual – mesmo valendo menos de 1/10 do rival e tendo levantado apenas 1/6 da quantia arrecadada pelo Uber. Contudo, ela diz estar “no caminho para registrar grandes lucros”.

A empresa e seu setor é um dos principais alvos do corporate venturing. A GM comprou 10% da empresa por US$ 500 milhões e estão desenvolvendo carros autônomos, a serem disponíveis este ano ainda. A Apple investiu US$ 1 bilhão no Didi Chuxing, o rival do Uber na China, enquanto a Volkswagen comprou parte da Gett por US$ 300 milhões e a Toyota investiu no próprio Uber.

Se você quer saber como o Corporate Venturing pode mudar a história da sua empresa, não deixe de assinar nossa newsletter sobre o assunto:

[php snippet=7]