Programa de Aceleração da Visa têm inscrições prorrogadas até o dia 15

Da Redação

Por Da Redação

12 de abril de 2018 às 19:15 - Atualizado há 3 anos

Logo Summit 2021 O evento que irá definir o ponto de partida para você construir sua estratégia vencedora para 2021

100% online e gratuito

De 23 a 25 de Fevereiro, das 17hs às 20hs

Inscreva-se agora
Logo Cyber Monday 2020

Só hoje, nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

A Visa, empresa global de tecnologia de pagamentos, anunciou há pouco a prorrogação do prazo de inscrições a segunda rodada de seleção do seu Programa de Aceleração, voltada à categoria batizada de ‘Start’ – das startups ainda em estágio embrionário para serem incubadas. As startups interessadas agora têm até o próximo domingo (15/4) para se inscreverem.

As selecionadas precisam ser, preferencialmente, das áreas de Transações, Pagamentos, Gestão Financeira, Empréstimos, Investimentos, Financiamentos, Seguros, Bitcoin, Blockchain, Crédito, Big Data e Machine Learning. Os investimentos em mentorias, consultorias, serviços e tecnologia desta fase podem chegar a R$ 75 mil ao longo do programa.

“Nossa abordagem à inovação baseia-se na colaboração com organizações que se empenham para melhorar a experiência de pagamento dos consumidores. Por esse motivo, decidimos investir mais uma vez em startups que tenham essa mesma missão”, explica Percival Jatobá, vice-presidente de Produtos, Soluções e Inovação da Visa do Brasil.

Os interessados em participar do projeto podem se candidatar pelo site.

Sobre o Programa de Aceleração

O Programa de Aceleração da Visa teve início em 2017 e cresceu em relação ao ano passado: 30 empresas serão selecionadas em duas edições ao longo de 2018. As participantes do programa poderão ter dois perfis distintos. Agora serão escolhidas startups ainda em estágio embrionário (classificadas como Start). Aquelas que já estão estabelecidas no mercado (batizadas de Growth) foram selecionadas no último dia 27/3.

As empresas passarão por um processo de imersão, bootcamp e elaboração de estratégias. Serão três primeiros meses de aceleração, e mais três de incubação. As startups viverão uma rotina intensa de mentoria, num espaço de coworking em São Paulo.