Cartão Elo faz parceria com startup para começar a ser um cartão muito usável

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

12 de janeiro de 2018 às 11:19 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A startup Beblue anunciou uma parceria com a Elo, passando a aceitar pagamentos com cartões de débito e crédito da bandeira. O BeBlue é uma fintech que conecta estabelecimentos e consumidores, atuando como um cashback – ou seja, parte do dinheiro na compra retorna para o cliente. Com isso, o cartão Elo ganha uma grande atratividade e passa a oferecer retorno de dinheiro para usuários.

O cashback do Beblue está focado no varejo físico e conta com 2,5 milhões de consumidores cadastrados. A possibilidade de ter um cashback pode ser o empurrão necessário para que as pessoas adotem os cartões Elo. Por ter sido lançado em 2011, a bandeira 100% brasileira ainda enfrenta dificuldades na expansão de sua aceitação.

E, até então, a Elo não oferecia nenhum programa de benefício além das ofertas e descontos em seu site, o que tornava os benefícios pontuais, em estabelecimentos selecionados. Agora, os clientes da bandeira poderão ter uma porcentagem do dinheiro de volta em todos os 10 mil estabelecimentos parceiros do Beblue.

[php snippet=5]

“Nós do Beblue buscamos facilitar o relacionamento entre as pessoas e os lugares que elas gostam de frequentar. Dedicamos todos os nossos esforços para ajudar os estabelecimentos a atraírem e reterem seus clientes e para aumentar o poder de compra dos consumidores. Nesse sentido, a Elo vem agregar mais valor ainda à nossa plataforma, nos permitindo entregar mais possibilidades para os parceiros e consumidores que a utilizam no dia a dia”, comenta Daniel Gava, CBSO e co-fundador do Beblue.

Parceria de empresas estabelecidas com startups

A relação entre empresas estabelecidas e startups pode acontecer de diversos modos, como parceria, investimentos e aquisição. Essa é uma forma de empresas inovarem a partir de startups – como está acontecendo com a bandeira Elo. A possibilidade de ter um cashback fortalece que as pessoas adotem a bandeira, trazendo mais benefícios e fortalecendo a marca.

Já a startup Beblue poderá conquistar novos clientes, os que possuem bandeira Elo. Normalmente, essa relação traz benefícios para as startups e as empresas. As startups aprendem com a experiência de empresas estabelecidas e até corporações, enquanto estas inovam de uma maneira mais simples e conquistam um novo público a partir das startups.

Se você é uma empresa ou startup e quer explorar essa relação, participe do nosso programa Fast Innovation, um programa para a aceleração de projetos inovadores através de sprints envolvendo times de projetos de diferentes empresas, aportando metodologia, inspiração e timing para execução.