Oxigênio abre inscrições de nova aceleração voltada para startups maduras

Tainá Freitas

Por Tainá Freitas

22 de março de 2018 às 11:22 - Atualizado há 3 anos

Logo ReStartSe

Inscreva-se para o maior e mais audacioso evento de inovação, tecnologia e transformação digital já feito na América Latina. 30 dias que vão mudar sua visão de mundo, dos seus negócios e da sua carreira.

Online e totalmente gratuito - 01 a 30 de outubro/2020

A Oxigênio, aceleradora da Porto Seguro, anunciou nesta quinta-feira (21) seu novo programa de aceleração: Tração. O programa de aceleração será voltado para startups mais maduras, que já possuem um produto em desenvolvimento e receita mensal de R$ 50 mil ou R$ 600 mil ao ano. A aceleradora também reformulou seu primeiro modelo de aceleração, para startups em estágio inicial, chamado de “ignição”.

As startups mais desenvolvidas que participarem do programa Tração receberão o investimento de R$ 350 mil a R$ 500 mil, com valuation de até R$ 10 milhões. A participação que a Oxigênio terá dependerá da próxima rodada de investimento da startup, época em que é decidido o valuation da empresa.

Startups que já captaram R$ 500 mil em rodadas de investimento também são aceitas no novo programa para startups maduras. “Nós, como uma aceleradora corporativa, temos o grande objetivo e diferencial de fazer projetos que melhorem os nossos produtos e serviços. Vimos que há um grupo de startups que já estão em um grau mais avançado de desenvolvimento que nós não estávamos acessando em função do investimento x equity”, explicou Italo Flammia, Diretor da Oxigênio.

Até então, o modelo de aceleração utilizado pela Oxigênio contava com o investimento de US$ 50 mil por 10% de participação na empresa. O programa era realizado em 3 meses, com a possibilidade de extensão por mais 3 meses na Plug & Play, aceleradora do Vale do Silício e parceira da Oxigênio.

Agora, cada startup selecionada para o programa de Ignição receberá o investimento de R$ 200 mil e terá acesso a mentorias e aconselhamento estratégico da Porto Seguro por 4 meses, aumentando em um mês a aceleração. A extensão para o Vale do Silício continua de três meses.

Na aceleração da Oxigênio, cada startup possui um mentor da Porto Seguro, especializado na área de atuação. No caso das startups do programa Tração, as empresas terão contato antes mesmo do início do programa, pois são avaliadas para identificação de possíveis projetos em conjunto com a Porto Seguro. “Em alguns casos, somos além de investidor, um ‘cliente-anjo’, pois muitas vezes somos o primeiro cliente”, comentou Flammia. A ideia é válida principalmente para as startups do programa de Ignição.

A possibilidade das startups – seja do programa Tração ou Ignição – realizarem parcerias para desenvolvimento de produtos para a Porto Seguro é grande. Segundo Maurício Martinez, gerente da Oxigênio, a seguradora possui quase 80 produtos distintos em seu portfólio.

Mais de 30 projetos foram fechados pela Porto Seguro com startups aceleradas pela Oxigênio, e hoje encontram-se em diferentes estágios, com algumas soluções já acessíveis aos clientes. As soluções vão desde psicologia online para ajudar clientes que passam por sinistros traumáticos à um serviço de busca e comparação de remédios. “Essa é a beleza do nosso modelo de aceleração – quando que a Porto faria um projeto interno para criar uma ferramenta de pesquisa de remédio? Não seria prioridade, no máximo para os próprios colaboradores. Para nós, seria um negócio irrisório, pequeno, mas para uma startup a oportunidade é gigantesca”, afirmou Martinez.

As inscrições para o novo programa de aceleração, o Tração, iniciam nesta quinta-feira (22 de março). As startups interessadas podem se inscrever até 27 de maio, no site da Oxigênio. O início da aceleração é no dia 6 de agosto.

Já as startups em estágio inicial poderão se inscrever no programa Ignição, que terá as inscrições abertas no segundo semestre de 2018 e a aceleração no início de 2018. A aceleradora realizará um ciclo de cada aceleração por ano.

A inovação também vem de dentro

A aceleradora Oxigênio foi criada na Porto Seguro em 2015, pela área de Pesquisa & Desenvolvimento. Em 2016 foi realizado o primeiro ciclo de aceleração. A criação de uma aceleradora na corporação está mudando o mindset dos colaboradores – “O objetivo da Oxigênio é acelerar a busca por inovação. Um subproduto muito importante é a mudança de cultura na empresa, que estabelecemos cada vez mais uma cultura e intraempreendedorismo. Temos que incentivar os nossos colaboradores da Porto Seguro, e o ideal é que todos fossem inovadores”, comentou Italo Flammia.

Para incentivar que os próprios colaboradores se tornem mais empreendedores e busquem pela inovação, a Porto Seguro oferece um projeto de pré-aceleração para seus colaboradores que possuem startups. A ideia é de ajudar o funcionário da corporação que tem uma startup a desenvolver um MVP, por exemplo. Três startups criadas por funcionários da Porto Seguro engrenaram e entraram na aceleração Ignição da Oxigênio. Leia o nosso e-book gratuito para descobrir outras formas de inovar em corporações.

[php snippet=5]