Marketing de Afiliados – um modo incrível de aumentar as vendas da sua empresa

Avatar

Por Erica Queiroz

28 de Maio de 2018 às 10:11 - Atualizado há 3 anos

Logo Black Friday 2020

Nossos melhores Cursos Executivos ou Programas Internacionais com até 50% off

Quero saber mais

Vem aí a melhor formação de líderes do Brasil

Logo Liderança Exponencial Aprenda as novas competências fundamentais para desenvolver uma liderança exponencial e desenvolva diferenciais competitivos para se tornar um profissional de destaque no mercado.

100% online, aulas ao vivo e gravadas

Próxima turma: De 14 a 17/Dez, das 19hs às 22hs

Inscreva-se agora

O ambiente digital e, mais precisamente, as redes sociais, mudaram o modo como as pessoas se relacionam com as marcas e vice-versa. Há tanta informação disponível, que muitas pessoas não sabem mais o que é verdadeiro ou não, de modo que ganhar relevância na internet acaba sendo um desafio cada vez maior.

Assim, a publicidade boca a boca (agora em sua versão virtual, como depoimentos, avaliações etc.) acaba sendo uma ferramenta muito eficaz na propagação de mensagens para os internautas.

Isso abriu caminho para diversos novos modos de anunciar e atrair público para a sua empresa – e uma das formas mais conhecidas e eficazes para isso é o Marketing de Afiliados.

O marketing de afiliados consiste em você usar afiliados (pessoas ou empresas) para serem advogados da sua marca, gerando um buzz muito maior do que uma empresa ou pessoa conseguiria sozinha, além de falar com um público mais direcionado.

Antigamente, no início dos programas de afiliação, as empresas, como livrarias e grandes magazines que vendem online, forneciam links de afiliados para quem quisesse se afiliar (um link que você coloca em seu site, blog, rede social, e-mail marketing…), e toda vez que uma determinada venda saísse por esse link, o afiliado em questão ganhava uma comissão (os links são sempre rastreáveis, para saber a quem deve ser paga a comissão).

Mas hoje a coisa já evoluiu bastante e qualquer um pode criar um programa de afiliados ou ser afiliado de uma empresa/marca/pessoa. Essa estratégia acaba sendo um ganha-ganha, pois os dois lados saem ganhando: os anunciantes, que têm o seus produtos expostos em diversos canais, consequentemente conquistando mais clientes, e os afiliados, que também tornam os seus canais muito mais rentáveis (além das vendas dos seus próprios produtos, ainda vendem os de terceiros, ganhando, muitas vezes, generosas comissões para isso).

Existem algumas modalidades de afiliados, sendo as mais conhecidas o afiliado autoridade e o afiliado árbitro.

O afiliado autoridade é uma pessoa que é extremamente relevante em sua área de atuação. Pode ser uma famosa blogueira da área de fitness, por exemplo. Talvez você nunca tenha ouvido falar dessa pessoa, mas os internautas interessados no assunto não apenas a conhecem, mas a têm como referência, seguindo-a por todos os meios possíveis. Assim, se essa pessoa recomendar um produto light, uma academia de ginástica ou uma marca de acessórios esportivos, as chances de seus fãs/seguidores comprarem esses produtos ou serviços é infinitamente maior do que se uma blogueira qualquer, que tem 10 acessos por dia ao seu blog, recomendá-los.

Já o afiliado árbitro é aquele que não aparece. Ele pode simplesmente não ter um blog, um site, nem ser famoso nas redes sociais. Então, como ele vende? Ele divulga, anonimamente (às vezes, até com uma persona fake, criada especialmente para isso), os links de afiliação que possuir. Ele pode, por exemplo, criar uma página de vendas e simplesmente direcionar tráfego para o produtor do conteúdo que será vendido.

Simplesmente falando, o afiliado árbitro é um investidor, enquanto o afiliado autoridade usa a sua imagem e reputação para gerar vendas.

Usar afiliado autoridade é, por um lado, muito mais fácil do que usar afiliado árbitro, pois o afiliado autoridade já tem fama e relevância e, por isso, consegue vender muito mais. Contudo, ele pode querer comissões muito maiores, devido ao retorno que poderá trazer para o seu negócio.

Por outro lado, pode-se pagar comissões menores ao afiliado árbitro, mas é necessário tomar muito cuidado com a escolha dos mesmos, pois eles podem acabar queimando a sua marca por aí – criando anúncios que o Facebook vai bloquear ou fazendo propaganda enganosa, por exemplo.

Para escolher os afiliados, você pode buscar palavras-chave em mecanismos de pesquisa ou nas redes sociais e ver, nos resultados, quem aparece. Depois, avaliar se poderiam contribuir para a sua marca e contatá-los.

Ter afiliados para a sua empresa é um dos melhores negócios para ampliar a sua base de clientes. Então, escolha bem quem você quer ter como afiliado e os melhores canais para divulgar os seus produtos ou serviços. Pesquise bastante e escolha os afiliados que possuem o melhor potencial para trazer retorno para o seu negócio!

Baixe já o aplicativo da StartSe no iOS ou no Android